Google+ Followers

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Energia - Currículo minimo geografia 3º bimestre 3º ano- questões com gabarito comentado

1. (Pucrj 2013) 








Além da poluição dos mares, por exemplo, a exploração do petróleo proporciona royalties, que são:
a) impostos pagos pelos governos de todos os níveis aos cidadãos, como forma de compensar a destruição ambiental dos oceanos e mares.   
b) taxas pagas pelas empresas exploradoras dos recursos dos mares aos municípios, como forma de redução da poluição ambiental.   
c) compensações financeiras pagas aos governos pelas empresas exploradoras de recursos diversos em territórios variados.   
d) recursos tecnológicos repassados pelas empresas aos governos para que eles despoluam a natureza dos espaços explorados.   
e) tarifas compensatórias pagas pelo Governo federal às empresas que exploram petróleo na plataforma continental.   


Resposta:

[C]

Como mencionado corretamente na alternativa [C], royalties são compensações financeiras pagas pelas empresas produtoras ao governo pelo direito de exploração de determinado recurso. Estão incorretas as alternativas: [A], porque os royalties não são pagos pelos governos, mas aos governos; [B], os royalties são pagos por empresas que exploram recursos, não só dos mares, e este é direcionado ao governo federal e em razão da distribuição estabelecida por lei, aos municípios; [D], porque são recursos financeiros, e não tecnológicos; [E], porque royalties não são pagos pelos governos, mas para os governos.



  
2. (Uerj 2013) 


A ampliação do uso de fontes de energia renováveis e não poluentes representa uma das principais esperanças para a redução dos impactos ambientais sobre o planeta.
Considerando os gráficos, a distribuição espacial da produção instalada das energias eólica e fotovoltaica é explicada, sobretudo pela seguinte característica dos países que mais as utilizam:
a) matriz elétrica limpa   
b) perfil climático favorável   
c) densidade demográfica reduzida   
d) desenvolvimento tecnológico avançado   


Resposta:

[D]

A concentração da produção eólica e fotovoltaica se dá nos países desenvolvidos, o que indica, com mencionado na alternativa [D], o elevado grau de investimentos em tecnologia para a produção de energia alternativa. Estão incorretas as alternativas: [A], porque a opção pela matriz limpa não explica sua concentração nos países destacados no mapa; [B], porque as condições climáticas para a produção das matrizes energéticas indicadas nos mapas encontram-se também em outras áreas do planeta; [C], porque a densidade demográfica não é um fator que estabelece a matriz energética, e os países destacados no mapa apresentam de forma geral, grande densidade demográfica.



  
3. (Pucrj 2013)  O incêndio na Usina Nuclear de Fukushima, no Japão, após o tsunami do dia 11 de março de 2011, reacendeu as discussões internacionais sobre a sustentabilidade desse tipo de energia.



Os defensores da produção de energia nuclear afirmam que uma das suas vantagens é:
a) a necessidade nula de armazenamento de resíduos radioativos.   
b) o menor custo quando comparado às demais fontes de energia.   
c) a baixa produção de resíduos emissores de radioatividade.   
d) o reduzido grau de interferência nos ecossistemas locais.   
e) a contribuição zero para o efeito de estufa global.   


Resposta:

[E]

Como mencionado corretamente na alternativa [E], a vantagem da energia nuclear, perante as fontes tradicionais de energia, decorre da não emissão dos gases do efeito estufa, contribuindo dessa forma para a redução do processo do aquecimento global. Estão incorretas as alternativas: [A], porque há necessidade de armazenamento dos resíduos radioativos, ou o chamado “lixo radioativo”; [B], porque seu custo é maior que o da produção hidrelétrica; [C], porque a produção de energia nuclear gera resíduos com alta radioatividade; [D], porque a implantação da usina nuclear gera interferência nos ecossistemas.



  
4. (Uff 2012)  No mapa, registra-se a localização dos principais projetos eólicos outorgados o Brasil, em 2002.



Acerca dos projetos eólicos e de sua localização, a forte concentração em um determinado trecho do litoral nordestino está ligada à
a) dinâmica dos ventos alísios provindos das áreas de alta pressão subtropicais ao norte do Equador.   
b) alta pressão e aos ventos dominantes na zona intertropical de convergência, localizada nessa latitude.   
c) forte influência exercida pelos ventos contra-alísios provindos da região de alta pressão subtropical.   
d) atuação constante de massas de ar úmidas que predominam nas regiões de alta pressão subpolar.   
e) influência tanto de frentes frias quanto quentes provenientes de regiões atingidas pela corrente El Niño.   


Resposta:

[A]

Devido à influência dos ventos alísios que ser formam ao norte do equador, provocam ventos constantes, e com isso favorecendo os projetos eólicos no litoral nordeste brasileiro. Outra grande influência é a ZCIT que mantêm uma região de ventos, nebulosidade e chuva no litoral favorecendo a criação dessas estações eólicas.  



  
5. (Uff 2012)  Lideranças indígenas denunciam construção de represas na Bacia Amazônica


Lideranças indígenas denunciaram, em Londres, os efeitos negativos da possível construção de três represas na Bacia do Amazonas: as hidrelétricas do Rio Madeira e Belo Monte, no Brasil, e a hidrelétrica de Paquitzapango, no Peru. As três represas, segundo as lideranças, irão prejudicar as comunidades indígenas na região, além de causar um desequilíbrio ambiental nos ecossistemas locais. Segundo Yakarepi, representante de uma tribo do Pará, “não existem garantias que assegurem a proteção dos direitos humanos das tribos”.


Postado em: 02/03/2011 no Portal EcoDesenvolvimento.org pela Redação do sítio eletrônico (adaptado). Disponível em: http://www.ecodesenvolvimento.org.br/posts/2011/fevereiro/lideres-indigenas-denunciam-construcao-de-represas#ixzz1X8oeFApb. Acessado em: 05/07/2011.


Belo Monte e a questão do desenvolvimento hidrelétrico sustentável

A Usina Hidrelétrica Belo Monte, com obras no rio Xingu, Pará, é vista por alguns setores técnicos como um exemplo contundente da possibilidade de se obter energia farta proveniente de hidrelétricas e, ao mesmo tempo, oferecer garantias aos direitos das populações tradicionais e respeito ao meio ambiente. Segundo Marcelo Corrêa, diretor-presidente da Neoenergia S. A., “não se pode desprezar o potencial hidráulico do Brasil, com cerca de 260 mil MW, dos quais 40,5% estão localizados na nova fronteira hidroenergética brasileira, a Bacia Hidrográfica do Amazonas”.


Homepage da Norte Energia S.A., responsável pela construção de Belo Monte (adaptado). Disponível em: http://pt.norteenergiasa.com.br/2011/07/15/belo-monte-desenvolvimenIo-hidreletrico-sustentavel/. Acessado em 05/07/2011.

O governo brasileiro planeja construir cerca de 60 represas na região amazônica, mas o tema provoca opiniões diferentes em setores da sociedade. Uma explicação fundamental para as diferenças de opinião apontadas encontra-se em  
a) capacidade tecnológica e financeira desigual entre os atores sociais.   
b) interesses divergentes relativos ao modo de ocupar o espaço regional.   
c) contradição persistente entre populações tradicionais e ecologistas.   
d) pressão crescente de outros países para o uso de recursos naturais.   
e) disparidade cultural intensa entre as sociedades indígena e branca.   


Resposta:

[B]

Há uma divergência constante em relação não só a Belo Monte como qualquer outra construção de uma hidrelétrica brasileira, falta planejamento e pesquisa para utilizar, de maneira sustentável, o espaço geográfico. Com isso, a disputa entre as diversas camadas da sociedade de como ocupar a região passa a ter divergência entre como ocupar e a melhor maneira de ocupar, e não se esquecendo da questão ambiental versus o crescimento desordenado. Vale ressaltar ainda os interesses financeiros que envolvem tais projetos junto às grandes empresas presentes na região.



  
6. (Uerj 2012)  Uma das mais promissoras formas de geração de energia é a solar, por ser limpa e renovável. Contudo, sua disponibilidade não é homogênea, já que alguns fatores naturais possibilitam maior produção desse tipo de energia em determinados lugares.
Analise abaixo o mapa solar do Chile, país com grande potencial de produção de eletricidade solar:



A região chilena com maior potencial para o aproveitamento da energia solar é a que possui o seguinte clima:
a) equatorial   
b) desértico   
c) subtropical   
d) mediterrâneo   


Resposta:

[B]

Considerando-se que a energia solar requer uma elevada radiação direta, o clima indicado para sua produção é o desértico em razão da escassa pluviosidade e da baixa umidade do ar, como citado corretamente na alternativa [B]. As alternativas [C] e [D] são incorretas por apresentarem climas cuja pluviosidade e umidade são mais elevadas; e [A], porque o clima equatorial além da elevada pluviosidade não é encontrado no Chile.



  
7. (Uerj 2012) 


O uso de fontes renováveis de energia passou a ser encarado como fundamental para a superação das contradições ecológicas do modelo econômico atual. As fontes renováveis que mais contribuem para o percentual verificado na matriz energética brasileira são:
a) solar e eólica   
b) biomassa e solar   
c) eólica e hidráulica   
d) hidráulica e biomassa   


Resposta:

[D]

Cerca de 90% da energia elétrica gerada no país é proveniente da matriz hidráulica, que é uma fonte limpa e renovável. A biomassa é aproveitada a partir de resíduos orgânicos que, após seu processamento, podem ser aproveitados para geração de energia elétrica, reduzindo a poluição ambiental. O aproveitamento das matrizes solar e eólica no Brasil ainda é pequeno no conjunto das fontes renováveis, pois necessitam de condições geográficas especificas e ainda apresentam elevados custos.



  
8. (Fgvrj 2012)  O gráfico abaixo revela as mudanças ocorridas na matriz energética mundial entre 1973 e 2006. Observe-o.



Sobre as causas e as consequências dessas mudanças, assinale a alternativa correta:
a) O aumento da participação do carvão resultou do esforço de substituição do petróleo por alternativas menos poluentes.   
b) O recuo da biomassa resultou da crise do setor de biocombustível, que afetou sobretudo o Brasil e os Estados Unidos.   
c) A queda da participação da energia hidráulica na matriz energética global reflete a escassez de novos investimentos na geração dessa forma de energia, cujo potencial já está praticamente esgotado em todas as regiões do mundo.   
d) Apesar do aumento significativo na matriz energética global, a geração de energia nuclear permanece fortemente concentrada nos países desenvolvidos.   
e) O aumento da participação do gás natural reflete o aumento da proporção da energia global consumida pela China, detentora das maiores reservas mundiais desse combustível.   


Resposta:

[D]

Ainda que alguns países do chamado BRICS (Brasil, Rússia, Índia e China), e ainda Irã e Taiwan, tenham investido em usinas termonucleares, a energia nuclear continua muito concentrada nos países desenvolvidos devido aos altos investimentos financeiros – e domínio da tecnologia –, necessários para a produção energética.



  
9. (Uff 2011)  RUMO À ECONOMIA DA BIOCIVILIZAÇÃO

O setor produtivo será obrigado a se adaptar a uma nova matriz energética e a agricultura será empurrada a privilegiar os pequenos proprietários rurais e seus métodos de cultura mais sustentáveis. É a “biocivilização”, como denominou o franco polonês Ignacy Sachs, autor do conceito de ecodesenvolvimento. “As civilizações que virão serão diferentes das antigas, já que a humanidade se encontra em um novo e superior ponto da espiral do conhecimento”, afirma Sachs.

Revista ISTOÉ, ano 32, no 2093, 23/12/2009, p.112.

Na perspectiva da biocivilização, um aspecto fundamental a ser incorporado é o da renovação da matriz energética, apoiada em fontes alternativas, como por exemplo, a energia gerada pelo vento.
No caso do território brasileiro, considerando esse tipo de energia e a velocidade constante dos ventos, o maior potencial eólico concentra-se no seguinte segmento:
a) borda sul da Amazônia.   
b) borda oriental da Amazônia.   
c) litoral do Sudeste.   
d) litoral do Nordeste.   
e) chapadas do Centro-Oeste.   


Resposta:

[D]

O elevado consumo atual de fontes de energia não renováveis aponta um caminho para o futuro nos combustíveis sustentáveis e de origem biológica (biocivilização). Sobre a energia eólica, a região Nordeste é a mais promissora, pois seu litoral é atingido pelos ventos alísios do hemisfério sul, cuja principal característica para seu potencial de aproveitamento é sua regularidade ao longo do ano.
As demais alternativas são falsas, mostrando regiões brasileiras com ventos, em geral, sazonais.



  
10. (Uerj 2010) 


Há 34 anos, os governos do Brasil e da Alemanha firmavam programa de cooperação que previa a construção de oito centrais termonucleares, além de usinas de enriquecimento de urânio e de reprocessamento do combustível nuclear.
Além das irregularidades apontadas na reportagem, o atual programa nuclear brasileiro tem como principal problema:
a) risco de poluição ambiental   
b) inviabilidade da tecnologia adotada   
c) ausência de fontes de investimentos   
d) indisponibilidade de mão de obra qualificada   


Resposta:

[A]

O uso de energia nuclear ainda continua controverso em seus fatores favoráveis e desfavoráveis. Apesar de ser considerada uma energia de grande potencial e futuro e já contar com apoio de grupos ambientalistas desde que usada de modo planejado, sustentável e para fins pacíficos, a energia nuclear ainda tem altos custos e risco de poluição ambiental.

A alternativa [B] é falsa, o Brasil já domina o ciclo de enriquecimento de urânio.
A alternativa [C] é falsa, por sua situação econômica e política estável, o país conta com acesso a investimentos internos e externos.

A alternativa [D] é falsa, existe mão de obra qualificada no Brasil para atuar nesse setor (Nuclebras, Marinha do Brasil). 






Dica do Arão: grupo no face dedicado exclusivamente aos que estão se preparando para o vestibular da Uerj:




Link para questões de outras disciplinas:



Bons estudos!

Professor Arão Alves


Nenhum comentário:

Postar um comentário

HOTWORDS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Follow by Email

Textos relacionados