Loading...

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Questões discusivas com gabarito comentado sobre Guerra Fria


1. (Uel 2012)  Leia os textos a seguir.

Se a bomba fugir ao controle, se não aprendermos a conviver, para que a ciência venha a trabalhar para nós e não contra nós, nosso futuro é certo. As cidades dos homens irão desaparecer da face da terra.

(MORRISON, Philip. Se a bomba fugir ao controle. 1946. In: MARSTERS, Dexter; WAY, Katharine (Orgs.). Um mundo ou nenhum: um relatório ao público sobre o pleno significado da bomba atômica. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2008. p.37.)

É de se esperar que conflitos de interesse entre as grandes potências venham a surgir no futuro da mesma forma como surgiram no passado, e não existe no mundo uma autoridade com o poder de adjudicar esses conflitos [...] As negociações têm lugar à sombra do poderio militar que as grandes potências conseguem reunir; [....]. enquanto esse estado de coisas vigorar, o perigo de guerra estará presente. Contra esse cenário, a existência das bombas atômicas aumenta ainda mais o risco de guerras virem a ocorrer. Se dois países – usemos como exemplo os dois mais poderosos, os Estados Unidos e a Rússia – acumularem grandes estoques de bombas atômicas, é provável que uma guerra venha a eclodir mesmo que nenhum deles deseje lutar.

(SZILARD, Leo. Seria possível evitar uma corrida armamentista por meio de um sistema de inspeções? 1946. In: MARSTERS, Dexter; WAY, Katharine (Orgs.). Um mundo ou nenhum: um relatório ao público sobre o pleno significado da bomba atômica. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2008. p.181-182.)

a) Com base nos textos e nos conhecimentos sobre o tema, discorra sobre a chamada “Guerra Fria” ocorrida após a Segunda Guerra Mundial.
b) A partir dos textos, analise as relações entre desenvolvimento científico, tecnologia e poder no mundo contemporâneo.
  
2. (Ufrj 2011)  “No final de 1960, os Estados Unidos já tinham cerca de vinte embaixadas na África. Eram em torno de quarenta os pontos diplomáticos e consulares em diferentes partes do continente.
A União Soviética, por sua vez, manteve acesa sua política africana, que variou em seus objetivos ao longo do tempo”.

Fonte: adaptado de Sombra Saraiva, José Flávio (org). Relações Internacionais, dois séculos de História: entre a ordem bipolar e o policentrismo (de 1947 a nosso dias). Brasília: IBRI, 2001, p. 53.

Cite duas razões para a crescente presença dos EUA e da URSS no continente africano na década de 1960.
  
3. (Ueg 2010)  Na década de 1960, as Américas foram sacudidas por um verdadeiro furacão: a Revolução Cubana. Iniciada em 1959, devastou as estruturas políticas até então existentes. Figuras como Fidel Castro, Camilo Cienfuegos e Che Guevara tornaram-se ícones da juventude do período e foram “imitados” por jovens de todo o mundo que buscavam contestar os regimes políticos e o poder tradicional.

Tendo isso em conta,
a) cite duas causas que expliquem a Revolução Cubana;
b) analise as relações entre o governo de Jânio Quadros e os líderes cubanos no período.
  
4. (Ufc 2010)  Ao descrever o processo de desenvolvimento capitalista durante o século XIX, o historiador Eric Hobsbawm argumenta que o mundo se dividiu em “dois setores”: o primeiro identificado por países de economias avançadas e o segundo, em regiões onde o processo de desenvolvimento econômico e político foi menos intenso. Desse modo, segundo Hobsbawm, “existia claramente um modelo geral referencial das instituições e estruturas adequadas a um país ‘avançado’, com algumas variações locais”.

a) Indique três características de um país “avançado” no século XIX.
b) Que continente se destacou como centro do processo de desenvolvimento capitalista durante o século XIX?
c) Identifique três países considerados avançados durante este período.
  
5. (Pucrj 2010)  Enquanto um povo se uniu em 1989 sobre as ruínas de um muro que ia de Dresden a Berlim, outros muros são levantados na atualidade para separar os homens, tornando-os estrangeiros, inimigos.

Observe as imagens e faça o que se pede a seguir.
Construção do Muro de Berlim em 1961





Muro fronteiriço entre a cidade de  Morales no México e os EUA 
                               
a) CARACTERIZE o contexto histórico em que foi construído o muro de Berlim.
b) IDENTIFIQUE dois aspectos relativos às tensões vividas na fronteira entre Estados Unidos e México, na atualidade.
  
6. (Ufc 2010)  Um aspecto fundamental da Guerra Fria (com o fim da Segunda Guerra Mundial em 1945) foi a reorganização das alianças internacionais e o recrudescimento das relações entre nações que pouco tempo antes estavam aliadas. De um lado estava a União Soviética, parte significativa da Europa Oriental e a China (após 1949), e do outro lado, a Europa Ocidental com o apoio explícito dos Estados Unidos, Canadá e os governos dos países da America Latina. Assim, a Guerra Fria representou uma busca permanente pelo equilíbrio de poder entre as duas potências globais. Mesmo que a disputa nunca tenha resultado em um conflito bélico direto entre os Estados Unidos e a União Soviética, em outros continentes como a África, a Ásia, a América Latina e no Caribe, a Guerra Fria foi marcada por conflitos armados prolongados, passando a se incorporar à geopolítica das lutas anticoloniais e de libertação nacional.

a) Identifique dois países asiáticos com os quais os Estados Unidos estiveram envolvidos diretamente em conflitos militares depois de 1945.
b) Cite três países africanos de língua portuguesa que iniciaram processos de libertação nacional na década de 1960.
c) Explique as razões apresentadas pelos Estados Unidos para a invasão da Baía dos Porcos (Cuba), em abril de 1961.
  
7. (Ueg 2010)  Dois norte-americanos se tornaram célebres por caminhar na lua: o comandante Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar no solo lunar em 1969 e, metaforicamente, o ídolo pop Michael Jackson, que eternizou o moonwalker, passo de dança que simula uma caminhada em gravidade zero.

Sobre o contexto histórico-cultural que envolveu essas duas personalidades marcantes do século XX, analise:
a) o contexto geopolítico internacional que levou os norte-americanos a conquistar a Lua;
b) o fenômeno Michael Jackson como um exemplo da globalização cultural.
  
8. (Unifesp 2009)  A Guerra do Vietnã opôs o norte ao sul do país e contou, entre 1961 e 1973, com participação direta dos Estados Unidos. Relacione esta guerra com a:
a) Descolonização da Ásia.
b) Guerra Fria.
  
9. (Ufrrj 2007)  Leia um trecho da entrevista de um guarda de fronteira da antiga RDA concedida a dois repórteres alemães e responda ao que se pede.

"Harold Jager comandava em 9 de novembro o posto de fronteira na Rua Bornholmer (Berlim). No momento mais crítico de sua vida de 28 anos como Guarda de Fronteira, ele fez exatamente aquilo que contrariava em tudo o regulamento: ele interrompeu o controle e abriu a fronteira.
Repórteres: 'E o que aconteceu?'
H. Jager: 'As barreiras abertas não eram suficientes. Muitas pessoas começaram a pular o muro. Nós não entendíamos mais o mundo'. "
            ("Politische Zeitschrift", n0. 97, Março de 1999, p. 44.)

a) A queda do Muro de Berlim em 1989 simbolizou o fim da chamada Guerra Fria, um conflito entre sistemas rivais e antagônicos que marcou o mundo por quarenta anos. Quais eram estes sistemas?
b) O Muro de Berlim foi construído em 1961, fechando a única fronteira aberta entre a Alemanha Oriental e a Alemanha Ocidental. Mencione uma razão que explique o fechamento, com o Muro de Berlim, dessa fronteira.
  
10. (Puc-rio 2007)  "Uma sombra desceu sobre o cenário até há pouco iluminado pelas vitórias aliadas. Ninguém sabe o que a Rússia Soviética e sua organização internacional comunista pretende fazer no futuro imediato, ou quais são os limites, se é que os há, para as suas tendências expansionistas. De Stettin no Báltico, a Trieste, no Adriático, uma cortina de ferro desceu sobre o continente. Quaisquer conclusões que possam ser tiradas destes fatos, esta não é certamente a Europa libertada que lutamos para construir. Também não é uma que contenha os ingredientes de uma paz permanente."
Winston Churchill, ex-chanceler britânico, em seu discurso em Missouri, EUA, em 5 de março de 1946, teceu considerações sobre o contexto internacional da época caracterizando o início das novas tensões e de uma nova época, posteriormente denominada de Guerra Fria.

a) Cite três acontecimentos que expressam o contexto de Guerra Fria, entre 1947 e 1962.
b) Apresente duas características da Guerra Fria.
  
11. (Ufrj 2006)  DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS
(10.12.1948)

(...) A Assembleia Geral proclama:
A presente Declaração Universal dos Direitos Humanos como o ideal a ser atingido por todos os povos e todas as nações, com o objetivo de que cada indivíduo e cada órgão da sociedade, tendo sempre em mente esta Declaração, se esforce, através do ensino e da educação, por promover o respeito a esses direitos e liberdades, e, pela adoção de medidas progressivas de caráter nacional e internacional, por assegurar o seu reconhecimento e a sua observância universais e efetivos, tanto entre os povos dos próprios Estados-Membros, quanto entre os povos dos territórios sob sua jurisdição.

Artigo I - Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotadas de razão e consciência e devem agir em relação umas às outras com espírito de fraternidade.
Artigo II - Toda pessoa tem capacidade para gozar os direitos e liberdades estabelecidas nesta Declaração, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento, ou qualquer outra condição.(...)."

A Declaração Universal dos Direitos Humanos expressa preocupações características do período pós Segunda Guerra Mundial. Entretanto, alguns de seus princípios revelam a influência de documentos assemelhados, elaborados no século XVIII.
a) Relacione a proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos às experiências dos regimes nazi-fascistas.
b) Identifique uma declaração fundada em bases semelhantes, elaborada na Europa do século XVIII.
  
12. (Uff 2005)  "É intolerável e estranho ao espírito do marxismo-leninismo exaltar uma pessoa e dela fazer um super-homem dotado de qualidades sobrenaturais, semelhantes às de um deus. Esse sentimento a respeito de Stalin existiu durante muitos anos (...). Tudo ele decidia, sozinho, sem consideração por qualquer um ou por quem quer que fosse". (Discurso de Kruschev, no XX Congresso do Partido Comunista em 1956 in VVAA, L'époque contemporaine, Paris, Bordas, 1971, p. 244.

Em janeiro de 1953 morreu Josef Stalin. Logo depois, com a subida ao poder de Kruschev, a União Soviética deu início a um período conhecido como a época do degelo, baseada em um intenso processo de desestalinização.
a) Destaque duas características políticas do mencionado processo.
b) Analise a política externa da Era Kruschev, no contexto da Guerra Fria.
  
13. (Ufrj 2005)  "Corações e Mentes [documentário realizado pelo cineasta norte-americano Peter Davies, nos anos 70, sobre a guerra do Vietnã] tem esse nome devido ao slogan do governo norte-americano na época, de que nós tínhamos que ganhar os corações e mentes do povo vietnamita. Pois estive no Iraque e os americanos estão utilizando a mesma frase. E lá vi as mesmas atitudes, a mesma arrogância. Achei que o Vietnã tinha nos ensinado a lição: não ir para a guerra com países que não estão nos ameaçando. É assustador ver o quão rápido a lição foi esquecida."
            Fonte: adaptado de entrevista de Peter Davies ao jornal "O Globo" de 01 de outubro de 2004, segundo caderno, p.2.

Apesar das diferenças no tempo e no espaço, as guerras do Vietnã e do Iraque - a última iniciada em 2003 e ainda em curso - têm em comum resultarem de intervenções militares norte-americanas ao redor do planeta.

a) Identifique um elemento da conjuntura internacional que contribuiu para a eclosão da Guerra do Vietnã.
b) Explique um dos princípios da chamada Doutrina Bush, adotada pelo governo norte-americano após os atentados de 11 de setembro de 2001, que tenha servido como justificativa para a invasão do Iraque.

TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES:
"A Segunda Guerra Mundial mal terminara quando a humanidade mergulhou no que se pode encarar, razoavelmente, como uma Terceira Guerra Mundial, embora uma guerra muito peculiar. (...) A peculiaridade da Guerra Fria era a de que, em termos objetivos, não existia perigo iminente de guerra mundial. Mais que isso: apesar da retórica apocalíptica de ambos os lados, mas sobretudo do lado americano, os governos das duas superpotências aceitaram a distribuição global de forças no fim da Segunda Guerra Mundial (...). A URSS controlava uma parte do globo, ou sobre ela exercia predominante influência - a zona ocupada pelo Exército Vermelho e/ou outras Forças Armadas comunistas no término da guerra - e não tentava ampliá-la com o uso da força militar. Os EUA exerciam controle e predominância sobre o resto do mundo capitalista, além do hemisfério norte e oceanos (...). Em troca, não intervinha na zona aceita de hegemonia soviética."
(HOBSBAWM, Eric. A Era dos Extremos. São Paulo: Companhia das Letras, 1995, p. 224)

No texto acima, o historiador inglês buscou resumir as principais características das relações internacionais no período compreendido entre o final da Segunda Guerra Mundial e o fim da década de 1980, genericamente denominado Guerra Fria.


14. (Ufrj 2003)  Considerando o contexto da Guerra Fria, cite dois movimentos políticos surgidos na África que questionavam a hegemonia norte-americana no continente.
  
15. (Ufrj 2003)  Explique o papel da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e do Pacto de Varsóvia naquela conjuntura.
  
16. (Uerj 2002)              O DIA EM QUE A GUERRA FRIA CHEGOU À LUA

Casa Branca, 21 de novembro de 1962. Na sala de reunião, dez pessoas ouviam o então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy. Entre elas, o diretor-geral da Nasa - a agência espacial americana. (...) O motivo da reunião: a corrida espacial. Kennedy queria da Nasa mais empenho para que os americanos chegassem antes dos soviéticos à Lua. Pela primeira vez, o governo dos EUA dizia abertamente que a ida à Lua não era uma das prioridades do programa espacial, mas a prioridade. E mais, não era um problema de ciência, mas de política.
            ("Jornal do Brasil", 25/08/2001.)

a) Caracterize a Guerra Fria.

b) Aponte um fato histórico ocorrido na América, no início dos anos 60, que exemplifique a inclusão deste continente no contexto da Guerra Fria.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:
            Ao longo do século XIX é possível identificar algumas tentativas de integração europeia, que não alcançaram grande repercussão. A ideia de uma Europa unida estava ainda distante. Segundo Bismark, Chanceler da Prússia e depois da Alemanha, "quem fala de Europa, se equivoca. Noção geográfica... ficção insustentável."
            Contudo, na segunda metade do século XX, se fortaleceu a proposta de uma maior integração econômica e política do continente, com a assinatura do Tratado de Roma e a constituição da comunidade Econômica Europeia (CEE).


17. (Ufrj 2002)  Explique um fator que tenha contribuído para a
criação da CEE.
  
18. (Puc-rio 2001)         "O fim do bloqueio a Berlim em maio de 1949 não impediu que os Estados Unidos, a Grã-Bretanha e a França mantivessem sua firme presença nos setores de ocupação ocidental da cidade. A partir daí, as fronteiras da Guerra Fria ficaram congeladas na Europa por mais de uma geração. (...) Relutantes em alterar o "status quo" europeu do pós-guerra (...) em função do alto custo das mudanças para ambos os lados (...) o campo de batalha da Guerra Fria foi deslocado para a Ásia e o Oriente Médio."
            (Adaptado de Robert O. Paxton, "Europe in the 20th Century", p. 557-8.)

Considerando o texto apresentado,

a) - cite 2 (dois) exemplos de conflitos asiáticos que exemplifiquem o deslocamento das maiores tensões da Guerra Fria para a Ásia e o Oriente Médio;

b) - explique de que forma ou a partir de que mecanismo foram mantidas, no continente europeu, as respectivas áreas de influência das duas principais potências durante a Guerra Fria.
  
19. (Uerj 2000)  Tomando por base o comportamento do eleitorado no último pleito e o número de sufrágios até agora obtidos pelos srs. Juscelino e Jango, veremos que os dois pretendentes terão, no máximo, 33% dos votos depositados nas urnas do dia 3, em todo o País. (...) Há, no entanto, outra circunstância que compromete seriamente a situação eleitoral dos dois candidatos - e é que eles só atingiram aquela porcentagem porque receberam os votos proclamados, ostensivos, negociados do Partido Comunista. (...) Parece-nos que o Estado-Maior considera o Partido Comunista uma organização perigosa e subversiva ligada ao movimento internacional revolucionário dirigido pela União Soviética.
            (OLIVEIRA, Rafael Corrêa de. "O Estado de São Paulo", 11/10/55.  Apud CARONE, Edgard. "A Quarta República" (1945-7964).  São Paulo: Difei, 1980.)
Isso é o que não nos podem perdoar; que aqui, sob seu nariz, façamos uma revolução socialista.
            (Declaração de Fidel Castro em 16 de abril de 1961.  Apud THOMAS, H. "Cuba, Ia lucha por Ia libertad". Barcelona: Edições Grijalbo, 1974.)

A década de 50 caracterizou-se, na América Latina, pelo crescimento do anticomunismo entre os setores políticos conservadores e entre parcela considerável dos militares, clima que se aprofundou com a declaração de Fidel Castro citada acima. No Brasil, a posse de Juscelino Kubitschek já fora contestado por um tipo de reação que muitas vezes identificava posturas nacionalistas ou reformistas com o comunismo.

a) Relacione o cenário internacional à conjuntura política brasileira na década de 1950, marcado pelos antagonismos entre nacionalistas/reformistas e conservadores/ anticomunistas.

b) Identifique duas características da estrutura econômica vigente em Cuba, antes da Revolução de 1959, combatidas pelos revolucionários de Fidel Castro.
  
20. (Ufrj 1999)  "O dinamismo da economia capitalista derivou, assim, da interação de dois processos: de um lado, a inovação técnica - a qual se traduz em elevação da produtividade e em redução da demanda de mão de obra -, de outro, a expansão do mercado - que cresce junto com a massa dos salários. O peso do primeiro desses fatores (a inovação técnica) depende da ação dos empresários em seus esforços de maximização de lucros, ao passo que o peso do segundo (a expansão do mercado) reflete a pressão das forças sociais que lutam pela elevação de seus salários.
O processo atual de globalização a que assistimos desarticula a ação sincrônica dessas forças que garantiram no passado o dinamismo dos sistemas econômicos nacionais. Quanto mais as empresas se globalizam, quanto mais escapam da ação reguladora do Estado, mais tendem a se apoiar nos mercados externos para crescer. Ao mesmo tempo, as iniciativas dos empresários tendem a fugir do controle das instâncias políticas. Voltamos assim ao modelo do capitalismo original, cuja dinâmica se baseava nas exportações e nos investimentos no estrangeiro. (...) Já não existe o equilíbrio garantido no passado pela ação reguladora do poder público. Disso resulta a baixa da participação dos assalariados na renda nacional de todos os países, independentemente das taxas de crescimento."
                       
(Furtado, Celso. O CAPITALISMO GLOBAL. São Paulo: Paz e Terra, 1998. P.29)

a) Em nosso século, a "ação reguladora do poder público", a que se refere o autor, teve origem, no entre-guerras (1919-1939), período marcado por graves problemas econômicos e sociais que determinaram intensas mudanças no perfil dos Estados Liberais.
Cite duas medidas governamentais que, nos Estados Unidos da América, visaram a minorar os efeitos da crise de 1929 no campo das relações entre capital e trabalho.
b) Pode-se identificar o período que se estende do final da Segunda Guerra Mundial até meados da década de 1970 como os anos dourados do capitalismo mundial, época em que se atingiu o auge da interação entre as inovações técnicas e a expansão do mercado a que se refere Celso Furtado. Esta foi também a época do chamado Estado do Bem-Estar Social.
Relacione o Estado do Bem-Estar Social ao contexto da Guerra Fria.
 
Gabarito:  

Resposta da questão 1:
 a) A “chamada Guerra Fria”. Esta questão pode ser analisada sob diferentes óticas: uma delas, mais tradicional, na qual se expõem as características do período: a divisão do mundo em áreas de influência, comunista e capitalista, a corrida armamentista, a corrida espacial e o terror nuclear. Estas questões, devem ser necessariamente tocadas; há versões mais recentes que procuram “revisar” a ideia de “Guerra Fria” ou ao menos relativizá-la, pois além de se considerar as nuances que, de certo modo, contrariam aquela de um mundo em preto e branco (por exemplo nunca cessaram relações comerciais entre EUA e URSS) também consideram-na uma perspectiva etnocêntrica, pois considera apenas a ausência de “guerras quentes” entre os países centrais, quando na periferia estas continuam a ocorrer inclusive sob a influência das duas potências nucleares. Aqui o candidato pode optar por uma ou outra visão, mas cuidando para manter a fundamentação e a coerência da argumentação desenvolvida.

b) A resposta pode ser articulada em torno da questão das relações entre revolução industrial – desenvolvimento científico produzindo tecnologias. A distinção entre ciência (conhecimento) e a tecnologia (produção de artefatos) é fundamental. No que toca à questão do poder, a ascensão da burguesia como novo ator social no mundo contemporâneo, mas também é fundamental destacar as transformações ocorridas no equilíbrio de poder mundial a partir do desenvolvimento científico e técnico, no caso em tela, e mesmo como, caso limite, o domínio do conhecimento sobre a energia nuclear criou o mundo contemporâneo, diferente de tudo o que havia antes.  

Resposta da questão 2:
 O candidato deverá citar duas das seguintes razões: os EUA e a URSS buscaram ampliar sua influência política na África agregando novos aliados aos seus respectivos blocos de poder durante a Guerra Fria; os novos Estados nacionais africanos, surgidos do movimento de descolonização, ao buscar aliados políticos internacionais para viabilizar os seus respectivos projetos nacionais aproximaram-se da URSS e dos EUA; o continente africano foi alvo de intensas disputas político-militares entre EUA e URSS durante a Guerra Fria em razão de interesses geopolíticos e econômicos.

Comentário:

As duas grandes potências que emergiram do pós Segunda Guerra adotaram uma política imperialista e procuraram cooptar as nações africanas que acabavam de conquistar a independência e pretendiam se livrar por completo da influência de suas antigas metrópoles.  

Resposta da questão 3:
 a) Espera-se que o candidato discorra sobre alguns dos seguintes tópicos:
    - Interferência norte-americana nos assuntos internos de Cuba (“Emenda Platt”);
    - Ditadura de Fulgêncio Batista;
    - Desigualdade social;
    - Guerra Fria.

b) Espera-se que o candidato possa assinalar a ambiguidade de um presidente eleito pela sigla direitista UDN e, ao mesmo tempo, ter condecorado Che Guevara.

Comentários:

a) A Revolução Cubana foi o principal acontecimento da “Guerra Fria na América Latina”, pois introduziu no país o modelo soviético e transformou-se em modelo para outras nações da região, com condições socioeconômicas similares. Apoiou-se inicialmente na luta contra a ditadura de Fulgêncio Batista, apoiada até então pelos Estados Unidos. A concentração fundiária no campo e de capitais nas atividades urbanas, com o predomínio de empresas estadunidenses, foi responsável por grande pobreza e por forte sentimento contrário aos Estados Unidos.

b) Apesar de Jânio ter sido eleito por um partido conservador, anticomunista e claramente pró Estados Unidos, a UDN, procurou adotar uma política externa pragmática, não influenciada pela Guerra Fria e pelos interesses mais imediatos estadunidenses, numa tentativa de reformar a soberania do país e de ampliar seu apoio junto ao povo a partir de um discurso nacionalista.  

Resposta da questão 4:
 Identificam-se os países e as regiões avançados durante o século XIX como aqueles que desenvolveram intensos processos de expansão e crescimento econômico, acompanhados pelo fortalecimento das instituições do Estado e sua relação com a cidadania. As características básicas, segundo Hobsbawm são:

a) um Estado nacional homogêneo, capaz de impulsionar o desenvolvimento econômico; a organização social e política representativa, do tipo Liberal-Democrática; fortes noções de cidadania que têm relação direta com as instituições do governo nacional; um Estado soberano.

b) O mundo avançado se destacou por altos índices de crescimento comercial, pela expansão industrial, pelo rápido crescimento populacional e pelo desenvolvimento de grandes centros urbanos. Este crescimento foi acompanhado pela democratização do acesso à educação básica. O continente que se destacou como centro do processo de desenvolvimento capitalista no século XIX foi a Europa.

c) Entre os países, se destacaram como sendo pertencentes ao primeiro mundo: a Bélgica, a Grã- Bretanha, a França, a Alemanha, a Holanda e a Suíça.  

Resposta da questão 5:
 a) O muro de Berlim foi construído no ano de 1961, no contexto da Guerra Fria, caracterizada pela bipolarização política, ideológica e militar entre os blocos socialista e capitalista, liderados pela URSS e pelos EUA respectivamente. Após um primeiro momento de tensão envolvendo a Alemanha, em 1948, com o bloqueio terrestre imposto pelo governo soviético à cidade de Berlim, foram instituídas no ano seguinte as duas Alemanhas, a ocidental – República Federal da Alemanha – e a oriental – República Democrática Alemã.

Em agosto de 1961, foi construído o Muro de Berlim, que separou concretamente os dois lados da cidade (incrustada na parte soviética) e se tornou símbolo da separação alemã e da Guerra Fria.

b) O candidato poderá identificar dois entre os seguintes aspectos:

- atraídos pelas possibilidades de trabalho e enriquecimento nos EUA, milhares de pessoas tentam cruzar a fronteira dos EUA com o México (muitas fábricas norte-americanas, conhecidas como “maquiladoras”, instalaram-se nos últimos anos na fronteira com o objetivo de utilizar a mão de obra barata oferecida pelos mexicanos que se concentram no norte do país); estes imigrantes ao cruzar a fronteira podem enfrentar inúmeros problemas como prisões, conflitos com fazendeiros, fome ou afogamento.
- a população de imigrantes sem documentação que mora e trabalha nos Estados Unidos vem crescendo, regularmente, desde a Reforma de Imigração e o Ato de Controle (IRCA) de 1986; esta legislação gerou um maior controle nas fronteiras e a imposição de penalidades contra aqueles que empregam pessoas sem documentação.
- com o reforço da fronteira californiana, a tensão maior encontra-se atualmente na fronteira do Arizona, para onde os imigrantes mexicanos passaram a ir devido ao menor controle; na falta de policiamento desta fronteira, os fazendeiros da região assumiram este papel, provocando o aumento da violência e das tensões.
É ao longo desta fronteira que existe um muro intercalado com trechos de arame farpado controlado pela guarda da fronteira norte-americana e por sistemas eletrônicos, com o objetivo de impedir a entrada de imigrantes ilegais nos EUA. Em 2006, foi aprovada a ampliação desse muro, o que tem gerado protestos por parte de organizações não governamentais e de defensores dos direitos humanos.
- a fronteira é também um lugar de tensão devido ao tráfico de drogas e armas.
- As diferenças culturais e linguísticas também provocam o aumento de tensões étnicas e culturais na fronteira.  

Resposta da questão 6:
 Os dois países asiáticos com os quais os Estados Unidos estavam diretamente envolvidos em conflito armado são a Coreia do Norte (1950) e o Vietnam (1964). Em 1950, poucos meses depois da vitória de Mao Tse Tung na China, os Estados Unidos (liderando uma força militar das Nações Unidas) enviou tropas à Coreia do Sul depois que a Coreia do Norte passou o paralelo que dividia os dois países. O conflito rapidamente se expandiu para guerra envolvendo além dos Estados Unidos, as Nações Unidas, a Coreia do Norte, a Coreia do Sul e a China. A Guerra da Coreia só terminou quando os Estados Unidos e a Coreia do Norte assinaram um acordo de paz em 1953.

Depois de as tropas do Ho Chi Minh derrotarem a França no Vietnam em 1954, paulatinamente os Estados Unidos iniciaram sua intervenção naquele país, enviando cada vez maior número de tropas. O conflito inspirou um massivo movimento pela paz nos Estados Unidos, mas a guerra só terminou em abril de 1975 quando as tropas norte-vietnamitas tomaram Saigon (antiga capital do Vietnam do Sul). Em ambos os casos, a razão oferecida pelos Estados Unidos era a de deter o avanço do comunismo no mundo. Os três países da África de língua portuguesa que iniciaram lutas de libertação nacional na década de 1960 foram Angola (1961), Guiné Bissau (1963) e Moçambique (1964). Todos lutaram contra a dominação colonial portuguesa e só terminaram em 1974, com a Revolução dos Cravos em Portugal. A invasão da Baía dos Porcos (Cuba) foi uma operação militar organizada pelo serviço secreto norte-americano – CIA, em abril de 1961.

Armando refugiados cubanos, o governo de John F. Kennedy tentou derrubar o governo de Fidel Castro, que rapidamente se identificava com os países socialistas e com os movimentos de libertação nacional na África e na América Latina. Mais uma vez a justificativa apresentada pelos Estados Unidos para a ação foi a de deter o avanço do comunismo.  

Resposta da questão 7:
 a) Espera-se que o candidato aborde:
    - Competição entre EUA e URSS pelo domínio espacial;
    - Guerra Fria.

b) Espera-se que o candidato aborde:
    - Indústria Cultural;
    - Cultura pop;
    - Desenvolvimento dos meios de comunicação e de novas linguagens midiáticas.

Comentário:

a) A “conquista do espaço” envolveu uma disputa entre Estados Unidos e União Soviética no contexto da Guerra Fria, como forma de demonstrar a superioridade tecnológica e como parte de um programa de desenvolvimento da indústria bélica.

b) Michel Jackson pode ser visto como fenômeno de globalização menos por sua música, tipicamente americana, mas principalmente pelo alcance internacional de seu sucesso. Esse sucesso foi possível em grande parte pela eliminação de barreiras e pelo desenvolvimento dos meios de comunicação (possível a diversos artistas e não apenas à Jackson).  

Resposta da questão 8:
 a) Durante a Segunda Guerra Mundial, com a derrota da França na primeira fase da Guerra, o Vietnã que era um domínio colonial francês foi ocupado pelo Japão. Quando a guerra terminou, a França tentou restabelecer o controle, mas não conseguiu. Os franceses foram derrotados pelo Viet Minh na Batalha de Dien Bien Phu, em 1954 na primeira guerra da Indochina, mesmo com ajuda dos EUA. Na Conferência de Genebra o Vietnã foi dividido em dois países separados, conhecidos como Vietnã do Norte e Vietnã do Sul.

b) Durante a Guerra Fria, o norte tinha o apoio da China e da União Soviética, enquanto o sul era "apoiado" pelos EUA. Em 1965, os Estados Unidos enviaram tropas para impedir o governo do Vietnã do Sul de entrar em colapso completo devido  as ações do Vietcong  (exército comunista no sul) apoiado pelo norte para derrubar o governo do corrupto Ngo Dinh Diem. Os Estados Unidos pretendiam evitar a invasão do Norte e a unificação do Vietnã sob o regime comunista.  

Resposta da questão 9:
 a) O capitalismo de um lado e o socialismo de outro.

b) As fugas e transferências da população alemã oriental para a Alemanha Ocidental, por meio de Berlim (quase 3 milhões de pessoas até 1961), em função do autoritarismo, de privações econômicas etc.  

Resposta da questão 10:
 a) Entre outros acontecimentos, o aluno pode citar:
- A proclamação da Doutrina Truman e a elaboração do Plano Marshall, em 1947;
- A divisão da Alemanha em dois países, em 1949;
- A criação da OTAN, em 1949
- A Guerra da Coréia, entre 1950-1953;
- A Guerra do Suez, em 1956;
- A crise dos mísseis, em Cuba, em 1962.

b) Entre outras características, o aluno pode apresentar:
- A bipolaridade das relações internacionais, caracterizado pela divisa do mundo em dois blocos: áreas sob influência da URSS e áreas sob influências dos EUA;
- A corrida armamentista, baseada especialmente na aplicação da tecnologia nuclear na indústria bélica;
- A corrida espacial;
- A polarização ideológica expressa, por um lado, em imagens e valores de depreciação da sociedade comunista ou da sociedade capitalista; e por outro lado, na repressão política aos inimigos internos.  

Resposta da questão 11:
 a) Relacionar a Declaração Universal de Direitos Humanos às reações causadas pelas experiências vividas durante os regimes nazi-fascistas (racismo; intolerância política; genocídio; campos de concentração, etc.)

b) Identificar o exemplo histórico da Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão elaborada na França, em 1789, no contexto da Revolução Francesa.  

Resposta da questão 12:
 a) Foram denunciados os crimes cometidos por Stalin, os métodos de eliminação dos adversários e a amplitude da repressão desde 1935. Nesse período, foi reduzido o poder da polícia, permitida a reabilitação de inúmeros presos políticos e foram fechados vários campos de trabalho forçado. Foi condenado também o culto à personalidade.

b) A tentativa de liberalizar o regime soviético facilitou o contato com o Ocidente, quando Kruschev propôs aos Estados Unidos uma política de coexistência pacífica, única saída capaz de evitar um confronto entre as duas potências. Em 1959, Kruschev, atendendo ao convite do presidente americano Eisenhower, visitou os Estados Unidos para discutir a proposta de coexistência pacífica. Ao mesmo tempo, era marcada em Paris uma conferência para discutir a política internacional de desarmamento. No entanto, a queda de um avião norte-americano em missão de espionagem, abatido no espaço aéreo da União Soviética, impediu qualquer acordo entre os dois países, marcando o reinício das hostilidades entre as potências.  

Resposta da questão 13:
 a) Guerra Fria e/ou processos correlatos como o elemento da conjuntura internacional que contribuiu para a Guerra do Vietnã.

b) Um dos seguintes princípios da Doutrina Bush: o direito que os EUA se reservam de atacar preventivamente os Estados que ameacem a sua segurança e/ou a de seus aliados; o direito de, ao decidir realizar ataques preventivos, dispensar a consulta ou aprovação dos organismos multilaterais (ONU, Comunidade Europeia, OEA etc); o combate intermitente ao terrorismo, entendido como ameaça ao Estado norte-americano e/ou aliados.  

Resposta da questão 14:
 Os movimentos de inspiração marxista MPLA (Movimento pela Libertação de Angola) e Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique)  

Resposta da questão 15:
 Ambos os blocos se estruturavam em função da manutenção de seus respectivos sistemas e ideários políticos, para o que desenvolveram aparatos militares e geoestratégicos.  

Resposta da questão 16:
 a) A Guerra Fria foi um momento de tensão e hostilidade fundamental e permanente entre a URSS e os EUA, que, através de uma disputa ideológica, buscavam a liderança na nova ordem internacional, estabelecida após a Segunda Guerra Mundial.

b) A fracassada invasão da Baía dos Porcos, em Cuba, com o objetivo de derrubar o regime de Fidel Castro, em abril de 1961 e a "Crise dos Misses" de 1962, envolvendo Cuba, Estados Unidos e União Soviética, ilustram a inclusão do continente americano na Guerra Fria e caracterizam a preocupação dos Estados Unidos com a propagação do socialismo e a ameaça à sua hegemonia no continente.  

Resposta da questão 17:
 A reconstrução da Europa Ocidental após a Segunda Guerra Mundial, ocorreu sob a influência da Guerra Fria que suplantava as rivalidades anteriores através da bipolarização do mundo entre capitalismo e socialismo. Assim sendo, tornava-se necessária a reconstrução que neutralizasse eventuais rivalidades, levasse ao fortalecimento econômico das nações e afastasse o fantasma do comunismo. Daí, a integração consagrada com a criação da Comunidade Econômica Europeia (CEE) em 1957 com o apoio dos Estados Unidos consolidando-se o capitalismo. Formava-se também o embrião da atual União Europeia, cuja formação atende as novas necessidades criadas às nações europeias com o advento da globalização a partir da década de 90 do século XX. Contudo,  Não podemos esquecer que o processo de integração iniciou-se antes. Em 1951, a ampliação da BENELUX teve como resultado a criação da CECA (Comunidade europeia do carvão e do aço) e além da influência da guerra fria havia uma preocupação em manter a produção siderúrgica sobre controle, evitando as rivalidades franco-germânicas que haviam levado o mundo às duas guerras.

Resposta da questão 18:
 a) 1 - A Guerra da Coréia, 1950-53.
2 - O início da escalada americana no Vietnã, 1960; com a guerra se estendendo até 1972.

b) Foram adotadas políticas de cooperação econômica e alianças militares tais como:
- o Plano Marshall
- Conselho de Assistência Econômica Mútua, COMECON.
- Comunidade Econômica Europeia, CEE.
- o Pacto de Varsóvia
- Organização do Tratado do Atlântico Norte, OTAN.  

Resposta da questão 19:
 a) A bipolarização político-ideológica entre EUA e URSS estabeleceu uma disputa entre as democracias liberais e o modelo socialista soviético. No Brasil, este embate se evidenciou na discussão em torno do monopólio estatal sobre o petróleo e da abertura econômica ao capital estrangeiro na constante redefinição dos perfis partidários e na polarização em face da ampliação ou não da política trabalhista.

b) Duas dentre as características:
. concentração da propriedade, seja rural, seja urbana.
. dependência para com o capital estrangeiro, principalmente norte-americano
. propriedade norte-americana da maior parte das grandes usinas açucareiras cubanas
. propriedade estrangeira da maior parte das atividades econômicas cubanas.  

Resposta da questão 20:
 a) São medidas; planificação regional em grande escala, que se traduziu em realização de obras públicas, construção de complexos industriais, obras de irrigação, medidas contra a erosão, todas elas visando diminuir o desemprego; fixação de salário mínimo e de jornada de trabalho máxima; reconhecimento do direito de greve e da liberdade de organização e negociação dos trabalhadores.

b) A existência do bloco socialista foi um dos fatores que motivou os governos dos países capitalistas avançados a assumir como legítimos direitos sociais estranhos ao ideário liberal (democratização dos sistemas de saúde e educação, da seguridade social, preservação do poder aquisitivo das classes trabalhadoras, direitos trabalhistas, etc.).  


Vídeo com comentário de questão sobre guerra fria:





Link para questões de outras disciplinas: http://praticandoalinguaportuguesananet.blogspot.com.br/





-->

2 comentários:

  1. oi gostaria da resposta da numero 11,pois não esta respondida como as outras q tem a resposta de vez de como fazer.por favor responder o mais breve possível
    prof.lurdes

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

HOTWORDS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Follow by Email

Textos relacionados