Google+ Followers

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Sociologia no Enem - Questões de sociologia com gabarito comentado









Grupo de estudo para o ENEM: https://www.facebook.com/groups/674442602690266/

Grupo de estudo para provas específicas: 
https://www.facebook.com/groups/660763183949872/?fref=nf


1. (Enem 2011) 





TEXTO I

A ação democrática consiste em todos tomarem parte do processo decisório sobre aquilo que terá consequência na vida de toda coletividade.

GALLO, S. et al. Ética e Cidadania. Caminhos da Filosofia. Campinas: Papirus, 1997 (adaptado).

TEXTO II

É necessário que haja liberdade de expressão, fiscalização sobre órgãos governamentais e acesso por parte da população às informações trazidas a público pela imprensa.

Disponível em: http://www.observatoriodaimprensa.com.br. Acesso em: 24 abr. 2010.

Partindo da perspectiva de democracia apresentada no Texto I, os meios de comunicação, de acordo com o Texto II, assumem um papel relevante na sociedade por
a) orientarem os cidadãos na compra dos bens necessários à sua sobrevivência e bem-estar.   
b) fornecerem informações que fomentam o debate político na esfera pública.   
c) apresentarem aos cidadãos a versão oficial dos fatos.   
d) propiciarem o entretenimento, aspecto relevante para conscientização política.   
e) promoverem a unidade cultural, por meio das transmissões esportivas.   


Resposta:

[B]

Ambos os textos focalizam a necessidade do livre curso da informação como esteio do Estado Democrático. Os meios de comunicação têm, portanto, de ser livres para cumprir seu papel assegurador da democracia.  



  
2. (Enem 2011)  

O acidente nuclear de Chernobyl revela brutalmente os limites dos poderes técnico-científicos da humanidade e as “marchas-à-ré” que a “natureza” nos pode reservar. É evidente que uma gestão mais coletiva se impõe para orientar as ciências e as técnicas em direção a finalidades mais humanas.

GUATTARI, F. As três ecologias. São Paulo: Papirus, 1995 (adaptado).

O texto trata do aparato técnico-científico e suas consequências para a humanidade, propondo que esse desenvolvimento
a) defina seus projetos a partir dos interesses coletivos.   
b) guie-se por interesses econômicos, prescritos pela lógica do mercado.   
c) priorize a evolução da tecnologia, se apropriando da natureza.   
d) promova a separação entre natureza e sociedade tecnológica.   
e) tenha gestão própria, com o objetivo de melhor apropriação da natureza.   


Resposta:

[A]

Acidentes como do Chernobyl indicam a necessidade de conjugar interesses econômicos, aplicação de técnicas e demandas sociais.



  
3. (Enem 2011) 



Na década de 1990, os movimentos sociais camponeses e as ONGs tiveram destaque, ao lado de outros sujeitos coletivos. Na sociedade brasileira, a ação dos movimentos sociais vem construindo lentamente um conjunto de práticas democráticas no interior das escolas, das comunidades, dos grupos organizados e na interface da sociedade civil com o Estado. O diálogo, o confronto e o conflito têm  sido os motores no processo de construção democrática.

SOUZA, M. A. Movimentos sociais no Brasil contemporâneo: participação e possibilidades das
práticas democráticas. Disponível em: http://www.ces.uc.pt. Acesso em: 30 abr. 2010 (adaptado).

Segundo o texto, os movimentos sociais contribuem para o processo de construção democrática, porque
a) determinam o papel do Estado nas transformações socioeconômicas.   
b) aumentam o clima de tensão social na sociedade civil.   
c) pressionam o Estado para o atendimento das demandas da sociedade.   
d) privilegiam determinadas parcelas da sociedade em detrimento das demais.   
e) propiciam a adoção de valores éticos pelos órgãos do Estado.   


Resposta:

[C]

As ONGS – Organizações Não Governamentais – também conhecidas como Terceiro Setor agrupam agentes sociais que não são integralmente representados pelas instituições governamentais.



  
4. (Enem 2011) 



A Lei 10.639, de 9 de janeiro de 2003, inclui no currículo dos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares, a obrigatoriedade do ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira e determina que o conteúdo programático incluirá o estudo da História da África e dos africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da
sociedade nacional, resgatando a contribuição do povo negro nas áreas social, econômica e política pertinentes à História do Brasil, além de instituir, no calendário escolar, o dia 20 de novembro como data comemorativa do “Dia da Consciência Negra”.

Disponível em: http://www.planalto.gov.br. Acesso em: 27 jul. 2010 (adaptado).

A referida lei representa um avanço não só para a educação nacional, mas também para a sociedade brasileira, porque
a) legitima o ensino das ciências humanas nas escolas.   
b) divulga conhecimentos para a população afro-brasileira.   
c) reforça a concepção etnocêntrica sobre a África e sua cultura.   
d) garante aos afrodescendentes a igualdade no acesso à educação.   
e) impulsiona o reconhecimento da pluralidade étnicoracial do país.   


Resposta:

[E]

A Nova República Brasileira, iniciada em 1985, vem vivenciando movimentos sociais variados, tendo como característica comum o esforço para promover a inclusão de setores historicamente marginalizados. É neste contexto que se situa o movimento dos afrodescendentes, que tem como uma de suas conquistas mais emblemáticas a Lei 10.639, de 2003, referida na questão. Esse dispositivo legal, somado a outras ações afirmativas, tem contribuído para consolidar a ideia do pluralismo na sociedade brasileira.



  
5. (Enem 2011)

  


  Estamos testemunhando o reverso da tendência histórica da assalariação do trabalho e socialização da produção, que foi característica predominante na era industrial. A nova organização social e econômica baseada nas tecnologias da informação visa à administração descentralizadora, ao trabalho individualizante e aos mercados personalizados. As novas tecnologias da informação possibilitam, ao mesmo tempo, a descentralização das tarefas e sua coordenação em uma rede interativa de comunicação em tempo real, seja entre continentes, seja entre os andares de um mesmo edifício.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2006 (adaptado).

No contexto descrito, as sociedades vivenciam mudanças constantes nas ferramentas de comunicação que afetam os processos produtivos nas empresas. Na esfera do trabalho, tais mudanças têm provocado
a) o aprofundamento dos vínculos dos operários com as linhas de montagem sob influência dos modelos orientais de gestão.   
b) o aumento das formas de teletrabalho como solução de larga escala para o problema do desemprego crônico.   
c) o avanço do trabalho flexível e da terceirização como respostas às demandas por inovação e com vistas à mobilidade dos investimentos.   
d) a autonomização crescente das máquinas e computadores em substituição ao trabalho dos especialistas técnicos e gestores.   
e) o fortalecimento do diálogo entre operários, gerentes, executivos e clientes com a garantia de harmonização das relações de trabalho.   


Resposta:

[C]

O desenvolvimento das redes imateriais possibilitou a separação entre a gerência e a produção. Com a maior celebridade dos meios de comunicação, tornaram-se mais eficazes as ações de controle da produção, mesmo quando esta se dissemina no espaço.



  
6. (Enem 2011) 



A introdução de novas tecnologias desencadeou uma série de efeitos sociais que afetaram os trabalhadores e sua organização. O uso de novas tecnologias trouxe a diminuição do trabalho necessário que se traduz na economia líquida do tempo de trabalho, uma vez que, com a presença da automação microeletrônica, começou a ocorrer a diminuição dos coletivos operários e uma mudança na organização dos processos de trabalho.

Revista Eletrônica de Geografia Y Ciências Sociales.Universidad de Barcelona. Nº 170(9), 1 ago. 2004.

A utilização de novas tecnologias tem causado inúmeras alterações no mundo do trabalho. Essas mudanças são observadas em um modelo de produção caracterizado
a) pelo uso intensivo do trabalho manual para desenvolver produtos autênticos e personalizados.   
b) pelo ingresso tardio das mulheres no mercado de trabalho no setor industrial.   
c) pela participação ativa das empresas e dos próprios trabalhadores no processo de qualificação laboral.   
d) pelo aumento na oferta de vagas para trabalhadores especializados em funções repetitivas.   
e) pela manutenção de estoques de larga escala em função da alta produtividade.   


Resposta:

[C]

O trabalho atual, em consequência com a Terceira Revolução Industrial, baseia-se na qualificação do trabalhador, ou seja, estimula-se a formação de engenheiros e técnicos, por exemplo.



  
7. (Enem 2010) 


Homens da Inglaterra, por que arar para os senhores que vos mantêm na miséria?
Por que tecer com esforços e cuidado as ricas roupas que vossos tiranos vestem?
Por que alimentar, vestir e poupar do berço até o túmulo esses parasitas ingratos que exploram vosso suor — ah, que bebem vosso sangue?

SHELLEY. “Os homens da Inglaterra’. Apud HUBERMAN, L. In: História da Riqueza do Homem. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.

A análise do trecho permite identificar que o poeta romântico Shelley (1792-1822) registrou uma contradição nas condições socioeconômicas da nascente classe trabalhadora inglesa durante a Revolução Industrial. Tal contradição está identificada
a) na pobreza dos empregados, que estava dissociada da riqueza dos patrões.   
b) no salário dos operários, que era proporcional aos seus esforços nas indústrias.   
c) na burguesia, que tinha seus negócios financiados pelo proletariado.   
d) no trabalho, que era considerado uma garantia de liberdade.   
e) na riqueza, que não era usufruída por aqueles que a produziam.   


Resposta:

[E]

A alternativa E é a única correta porque a Revolução Industrial instaurou um novo modelo de produção que acentuou ainda mais as desigualdades, promovendo grandes riquezas para alguns poucos à custa do trabalho degradante de muitos. O caso inglês é paradigmático por ser o primeiro país onde ocorreu tal revolução do modo de produção, que ocasionou o fechamento dos campos – utilizados até então pelos camponeses – para a produção de insumos a serem utilizados na produção industrial. Isso fez com que muitos trabalhadores rurais tivessem que migrar para as cidades em busca de emprego nas fábricas, gerando uma massa de trabalhadores que ajudava a pressionar o valor dos salários para baixo. Não por acaso, uma das mais aguçadas análises sociológicas deste modelo de produção, qual seja, o capitalismo industrial, se dá na Inglaterra do século XIX, com base nos trabalhos de Friedrich Engels (ele próprio filho de industrial) e de Karl Marx. Nestes estudos já está presente a denúncia da exploração, ela própria inerente à lógica capitalista, que tira da força de trabalho vendida pelo operário a fonte da mais-valia, que é a base do lucro para o dono do capital.



  
8. (Enem 2ª aplicação 2010) 



A hibridez descreve a cultura de pessoas que mantêm suas conexões com a terra de seus antepassados, relacionando-se com a cultura do local que habitam. Eles não anseiam retornar à sua “pátria” ou recuperar qualquer identidade étnica “pura” ou absoluta; ainda assim, preservam traços de outras culturas, tradições e histórias e resistem à assimilação.

CASHMORE, E. Dicionário de relações étnicas e raciais. São Paulo: Selo Negro, 2000 (adaptado).

Contrapondo o fenômeno da hibridez à ideia de “pureza” cultural, observa-se que ele se manifesta quando
a) criações originais deixam de existir entre os grupos de artistas, que passam a copiar as essências das obras uns dos outros.   
b) civilizações se fecham a ponto de retomarem os seus próprios modelos culturais do passado, antes abandonados.   
c) populações demonstram menosprezo por seu patrimônio artístico, apropriando-se de produtos culturais estrangeiros.   
d) elementos culturais autênticos são descaracterizados e reintroduzidos com valores mais altos em seus lugares de origem.   
e) intercâmbios entre diferentes povos e campos de produção cultural passam a gerar novos produtos e manifestações.   


Resposta:

[E]

A alternativa E é a única correta. Fenômenos de hibridez são comuns e praticamente inerentes a qualquer cultura, desde que haja a possibilidade de contato com culturas diferentes. A ideia de “pureza cultural” é uma falácia, pois nenhuma cultura é estática e faz parte de todos os grupos humanos a necessidade de trocas, o interesse pelo diferente e a apropriação de elementos de outras culturas sob a lógica da cultura apropriadora. Mesmo no mundo atual, marcado pela hegemonia cultural do ocidente, povos autóctones interpretam e assimilam as influências externas dentro das estruturas de suas próprias culturas. Portanto, não é verdade que o fato de haver hibridez impeça o surgimento de criações originais artísticas (alternativa A), pois, como dito antes, as influências são alocadas dentro da lógica da cultura influenciada. Tampouco é comum haver uma recusa tão forte de outros traços culturais a ponto de um povo se fechar e buscar modelos culturais do passado (alternativa B). Quando isso ocorre é muito mais no sentido político, de busca por uma autoafirmação dentro de um modelo hegemônico do que repulsa pelo intercâmbio cultural. Também não é correto afirmar que o interesse por produtos culturais estrangeiros significa menosprezo pelo patrimônio artístico da própria população (alternativa C), pois, como já foi afirmado, é comum o interesse pelo diferente e é esse interesse que permite que as culturas estejam em constante mudança. Por fim, é totalmente discutível a ideia de elementos culturais autênticos (alternativa D).



  
9. (Enem 2ª aplicação 2010)



  A Convenção da ONU sobre Direitos das Pessoas com Deficiências, realizada, em 2006, em Nova York, teve como objetivo melhorar a vida da população de 650 milhões de pessoas com deficiência em todo o mundo. Dessa convenção foi elaborado e acordado, entre os países das Nações Unidas, um tratado internacional para garantir mais direitos a esse público.
Entidades ligadas aos direitos das pessoas com deficiência acreditam que, para o Brasil, a ratificação do tratado pode significar avanços na implementação de leis no país.

Disponível em: http://www.bbc.co.uk. Acesso em: 18 mai. 2010 (adaptado).

No Brasil, as políticas públicas de inclusão social apontam para o discurso, tanto da parte do governo quanto da iniciativa privada, sobre a efetivação da cidadania. Nesse sentido, a temática da inclusão social de pessoas com deficiência
a) vem sendo combatida por diversos grupos sociais, em virtude dos elevados custos para a adaptação e manutenção de prédios e equipamentos públicos.   
b) está assumindo o status de política pública bem como representa um diferencial positivo de marketing institucional.   
c) reflete prática que viabiliza políticas compensatórias voltadas somente para as pessoas desse grupo que estão socialmente organizadas.   
d) associa-se a uma estratégia de mercado que objetiva atrair consumidores com algum tipo de deficiência, embora esteja descolada das metas da globalização.   
e) representa preocupação isolada, visto que o Estado ainda as discrimina e não lhes possibilita meios de integração à sociedade sob a ótica econômica.   


Resposta:

[B]

Apenas a alternativa B está correta. Embora inicialmente as políticas de inclusão social de pessoas com deficiências tenham sido em decorrência de lutas de movimentos sociais, atualmente, tanto no Estado quanto nas instituições privadas, essas políticas já estão quase institucionalizadas. Pela parte do Estado se pode ver ações no sentido de reservar vagas em concursos públicos ou preocupações quanto à acessibilidade dos equipamentos públicos, bem como as instituições privadas também vêm adotando políticas de contratação de pessoas com algum tipo de deficiência ou atuando na elaboração de produtos ou serviços especialmente adaptados às necessidades dessas pessoas, utilizando essas ações como ferramenta de marketing, uma vez que elas têm o poder de criar uma imagem positiva para aqueles que demonstram preocupação com a inclusão social. 



  
10.



(Enem 2010)  A ética precisa ser compreendida como um empreendimento coletivo a ser constantemente retomado e rediscutido, porque é produto da relação interpessoal e social. A ética supõe ainda que cada grupo social se organize sentindo-se responsável por todos e que crie condições para o exercício de um pensar e agir autônomos. A relação entre ética e política é também uma questão de educação e luta pela soberania dos povos. É necessária uma ética renovada, que se construa a partir da natureza dos valores sociais para organizar também uma nova prática política.

CORDI et al. Para filosofar. São Paulo: Scipione, 2007 (adaptado).

O Século XX teve de repensar a ética para enfrentar novos problemas oriundos de diferentes crises sociais, conflitos ideológicos e contradições da realidade. Sob esse enfoque e a partir do texto, a ética pode ser compreendida como
a) instrumento de garantia da cidadania, porque através dela os cidadãos passam a pensar e agir de acordo com valores coletivos.   
b) mecanismo de criação de direitos humanos, porque é da natureza do homem ser ético e virtuoso.   
c) meio para resolver os conflitos sociais no cenário da globalização, pois a partir do entendimento do que é efetivamente a ética, a política internacional se realiza.   
d) parâmetro para assegurar o exercício político primando pelos interesses e ação privada dos cidadãos.   
e) aceitação de valores universais implícitos numa sociedade que busca dimensionar sua vinculação à outras sociedades.   


Resposta:

[A]


Apenas a alternativa A está correta. O respeito à ética permite a vida em sociedade, pois significa que valores coletivos são compartilhados. Somente assim o exercício da cidadania é possível, porque requer preocupação com o bem-comum e sentimento de pertencimento. Para isso, entretanto, é necessário compromisso individual com o restante da sociedade, uma espécie de acordo social, reconhecendo a importância política de cada um.









Link para questões de outras disciplinas:






Bons estudos!

Professor Arão Alves

3 comentários:

  1. gostei assim vou tirar um dez na prova de Iara pq ela tira da internet. kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

HOTWORDS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Follow by Email

Textos relacionados