Google+ Followers

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Da crise do império ao governo de Marechal Hermes - Quadro resumo de aula


Antes do combinado, já está disponível o simulado para a prova trimestral. Separe um tempo para fazê-lo, pois são 38 questões.

Bons estudos!!!

Link para o simulado:
http://www.sprweb.com.br/lista/?COD=2121897340


Segue abaixo oito quadros-resumo dos principais assuntos de nossas últimas aulas. Trata-se apenas de mais um material de estudo, próprio para aquela última olhada. Não esgota o assunto, que deve ser estudado por meio da apostila, execícios, simulados etc. Bons estudos.

Professor Arão Alves.













Essas duas aulas em vídeo cobrem o período 1889-1894 (Década do Caos)









Parte do material dos quadros, organizado em texto pelo aluno Erickson do 3º ano de informática.

A Proclamação da República (1889)

  • Capitaneada pelo exército
·         Única instituição com coesão o suficiente para derrubar o império
·         Deodoro, marechal do exército, além de proclamar a república, assume a presidência temporária

Governo provisório
  • Período de tentativa e erro
·         Lançamento da política do encilhamento.
·         Política emissionista que objetivava incentivar a industrialização (fracassou devido a fraudes e especulação financeira causando um surto inflacionário)

  • Enfrentamento entre dois projetos de república
  • Centralização (Autoritarismo / Positivismo)____x__Descentralização (Federalismo / Liberalismo / Autonomia para as províncias)

Constituição de 1891 - Base liberal, garante a autonomia para os estados
  • Sufrágio universal - Fim do voto Censitário, mas exclui importante parcela da sociedade, analfabetos não votam.
  • Estado Laico - Separação entre o estado e a igreja - criação do registro civil, casamento, nascimento, óbito, etc.
  • Forma de estado: Federação
  • Forma de governo: Presidencialismo c/ mandato temporário e eleição direita.

O Governo constitucional de Deodoro – (1891)
  • O autoritarismo do presidente choca-se com a constituição liberal
  • Conflito entre legislativo e executivo prejudica a governabilidade
  • Tentativa de fechar o congresso gera crise e resulta na 1ª revolta da armada
·         Revolta da marinha: ameaça bombardear o Rio, exigindo a renúncia de Deodoro, o presidente renuncia antes de completar um ano de governo

O Governo de Floriano
  • Ignora a previsão constitucional e não convoca novas eleições.
  • Promove uma política "populista" que resulta no surgimento de um "fã clube" do presidente, grupo radical que era conhecido como florianista ou jacobino.
  • Ocorre uma 2ª revolta da armada
·         A marinha exige a renúncia de Floriano, mas o mal. Resiste e ganha a alcunha de "Marechal de Ferro".

·         Floriano derrota a revolta da armada, além de enfrentar a revolta federalista no sul.

O Governo de Prudente de Morais
  • 1º civil presidente da república
  • Governo marcado pela instabilidade
  • Durante seu governo ocorreu a Guerra de Canudos
·         A dificuldade enfrentada pelo exército para derrotar os sertanejos, enterrou definitivamente o projeto positivista.

Fim da década do caos - (1889 - 1898)
·         Campos Sales chega ao poder (1898 – 1902)
·         Precisa resolver dois problemas que perduram desde o governo provisório:
     Crise Política (conflito entre executivo e legislativo)
·         Resolução: Campos Sales lança a política dos estados (governadores) - Acordo tácito entre o presidente e as oligarquias estaduais.
                                                           Ao interferir minimamente nos estados, as oligarquias garantem que                                                                                 deputados e senadores apoiem o presidente. Acaba a instabilidade.

·         Crise Econômica e Financeira (Consequência do fracasso da política de encilhamento)
     Resolução: O ministro da fazenda consegue renegociar a dívida com credores estrangeiros (britânicos).
     "Funding Loan"
·         13 anos sem pagar o principal da dívida.
·         3 anos sem pagar os juros.
·         Novos empréstimos.
·         Somado a criação de impostos e corte de despesas, o Brasil passa a ser destino de investimentos estrangeiros e supera a crise financeira.

O governo de Rodrigues Alves (1902 – 1906)
  • Barão do Rio Branco é indicado para chanceler.
·         Soluciona questões de limites com países vizinhos
·         Destaque: Tratado de Petrópolis com a Bolívia garante a anexação do Acre.
·         O governo de Rodrigues Alves gasta o que Campos Sales poupou
·         Destaques:
·         Reforma Urbana - O prefeito Pereira Passos promove o "bota a baixo" com o objetivo de alargar as ruas. Construção da Av. Rio Branco. Seu sonho era que
                        Transformar o Rio de Janeiro na paris dos trópicos.

·         Reforma Sanitária - Oswaldo Cruz assume o Instituto de Manguinhos e promove uma campanha para mudar a imagem da cidade. O Rio era conhecido como
                              Cemitério dos estrangeiros.
·         A campanha de vacinação obrigatória gera resistência popular.
·          A Revolta da Vacina é resultado da crise social gerada pelo "bota a baixo";    pela falta de informação acerca da vacina, por questões morais (corpo)
                                 e por interesse políticos da oposição.

  • Convênio de Taubaté: Acordo entre os principais produtores de café. Com recursos externos, o convênio compraria o excedente da produção de café.
·         O objetivo era evitar a queda do preço do produto.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

HOTWORDS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Follow by Email

Textos relacionados