Google+ Followers

Oriente Médio e Palestina

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Israel, palestina e América Latina





https://www.youtube.com/watch?v=RbbQ5CUq0gM?sub_confirmation=1


1.   Os conflitos – os essencialmente geopolíticos – manifestam-se com grande amplitude, seja nas lutas de povos ou nações oprimidas em busca de liberdade (nos seus próprios Estados, que procuram formar), seja nas opressões de grupos hegemônicos pela manutenção ou ampliação dos seus territórios e poder, bem como na apropriação de novos espaços com mais recursos naturais.
Disponível em: . Acesso em: 14 nov. 2015.


Os conflitos contemporâneos apresentam causas diversas, tais como:
a) pela disputa de territórios contendo recursos minerais importantes, tais como água, petróleo, ouro, diamantes, cobre, carvão, ferro. Exemplo: Israel x Palestina (água).   
b) um grupo étnico nacionalista que procura constituir o seu próprio Estado Nação, impondo seus ideais religiosos. Exemplo: Índia x Paquistão.   
c) lutas resultantes de um ideal anticolonialista, reivindicações democráticas ou de reconhecimento de identidades (indígena). Exemplo: Ruanda x Burundi (África).   
d) grupos que tentam impor sua própria ideologia ou visão de Mundo a todos os cidadãos. Exemplo: Chiapas (México).   

e) grupos de diferentes identidades que lutam pela posse de territórios e por vezes caracterizam-se pela chamada "limpeza étnica." Exemplo: Argélia (África).   


Resposta da questão 1:

 [A]


Como mencionado corretamente na alternativa [A], embora as causas para o conflito entre Israel e Palestina sejam mais complexas e abrangentes, um dos fatores da disputa entre os países é o acesso à água do Rio Jordão e Mar Morto. Estão incorretas as alternativas: [B], porque o conflito entre Índia e Paquistão se dá em razão do litígio de fronteiras; [C], porque o conflito entre Ruanda e Burundi foi étnico; [D], porque o movimento iniciado pelo grupo Chiapas foi uma iniciativa contra o ingresso do México no Nafta; [E], porque o conflito na Argélia foi um movimento nacionalista.  


2.   A morte do promotor federal Alberto Nisman deixou os argentinos perplexos e remoendo uma dúvida, que já perdura há seis dias: foi suicídio ou a autoridade foi assassinada justamente quando iria denunciar a presidente Cristina Kirchner?

(http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/01/24 acessado às 11h00)


O promotor federal, mencionado no texto, se preparava para denunciar a presidente Cristina Kirchner por:
a) prejudicar a Argentina nas negociações com os chamados Fundos Abutres, relativas ao endividamento do país;   
b) encobrir as investigações sobre o atentado contra a Associação Mutual Israelita Argentina (AMIA), ocorrido em 1994, para proteger iranianos envolvidos naquele episódio;   
c) subornar congressistas para obter a reforma da constituição, visando permitir a reeleição para um terceiro mandato;   
d) praticar sistemática campanha de perseguição contra o jornal Clarín, destacado veículo de oposição;   
e) receber recursos econômicos suspeitos, procedentes da Venezuela, para viabilizar sua reeleição em 2011.   

Resposta da questão 2:

 [B]


Como mencionado corretamente na alternativa [B], o suspeito suicídio do promotor está relacionado às denuncias da presidente Kirchner em eclipsar as investigações ao atentado contra uma organização israelita, supostamente cometido por iranianos. Estão incorretas as alternativas seguintes porque não correspondem à problemática do enunciado.  
 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

HOTWORDS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Follow by Email

Textos relacionados