Google+ Followers

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

UERJ 2015 - Questões comentadas

Grupo de estudo para provas específicas: https://www.facebook.com/groups/660763183949872/


1. (Uerj 2015) 

A pintura histórica alcançou no século XIX importante lugar no projeto político do Segundo Reinado. Esse gênero artístico mantinha intenso diálogo com a produção do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Por meio da pintura histórica, forjou-se um passado épico e monumental, em que toda a população pudesse se sentir representada nos eventos gloriosos da história nacional. O trabalho de Araújo Porto-Alegre como crítico de arte e diretor da Academia Imperial de Belas Artes possibilitou a visibilidade da pintura histórica com seus pintores oficiais, Pedro Américo e Victor Meirelles.
CASTRO, Isis Pimentel de. Adaptado de periodicos.ufsc.br.

Considerando as imagens das telas e as informações do texto, as pinturas históricas para o governo do Segundo Reinado tinham a função essencial de:
a) consolidar o poder militar   
b) difundir o pensamento liberal   
c) garantir a pluralidade política   
d) fortalecer a identidade nacional   
  
2. (Uerj 2015)  A um grito de “Fora o vintém!”, os manifestantes começaram a espancar condutores, esfaquear mulas, virar bondes e arrancar trilhos ao longo da rua Uruguaiana. Dois pelotões do Exército ocuparam o Largo de São Francisco, postando-se parte da tropa em frente à Escola Politécnica, atual prédio do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. A multidão dispersou-se e, salvo pequenos distúrbios nos três dias seguintes, estava findo o motim do vintém. A cobrança da taxa passou a ser quase aleatória. As próprias companhias de bondes pediam ao governo que a revogasse. Desmoralizado, o ministério caiu a 28 de março. O novo ministério revogou o desastrado tributo.

Adaptado de CARVALHO, José Murilo de. A Guerra do Vintém. Revista de História, setembro/2007.

Ocorrida entre o final de 1879 e o início de 1880, a Revolta do Vintém representou a manifestação de segmentos populares descontentes com a decisão do governo de aumentar os preços das passagens dos bondes puxados a burro, que trafegavam na então capital do Império.
Um dos principais efeitos dessa revolta naquele momento foi:
a) politização dos oficiais militares   
b) privatização dos serviços públicos   
c) modernização dos meios de transporte   
d) enfraquecimento das instituições monárquicas   
  
3. (Uerj 2015) 



Meu romance, 1984, foi concebido como uma mostra das perversões que regimes políticos já realizaram parcialmente ou podem realizar.

George Orwell. Adaptado de pt.wikipedia.org.

O romance 1984, de George Orwell, publicado em 1948, apresenta um mundo de impérios em conflito e uma sociedade em que todos são observados pelo poder central − o Big Brother.
No contexto internacional da época dessa publicação, o escritor britânico direcionou uma crítica ao seguinte sistema:
a) socialismo   
b) capitalismo   
c) anarquismo   
d) totalitarismo   
  
4. (Uerj 2015)  Big Science (Grande Ciência) é um tipo de pesquisa científica realizado por grupos numerosos de cientistas e técnicos, com instrumentos e insumos em larga escala, financiados por fundos governamentais e por agências internacionais. No momento de seu surgimento, durante a Segunda Guerra Mundial e nos anos da Guerra Fria, a Big Science integrou esforços econômicos e políticos do governo dos E.U.A. visando à segurança nacional.

Adaptado de global.britannica.com.

O apoio a projetos de Big Science pelo governo dos E.U.A., no contexto da Guerra Fria, esteve diretamente relacionado ao desenvolvimento do seguinte aspecto:
a) globalização dos mercados financeiros e de trabalho   
b) cooperação tecnológica entre países periféricos e centrais   
c) integração entre conhecimentos científicos e mudanças demográficas   
d) modernização dos sistemas de informação e comunicação aeroespacial   
  
5. (Uerj 2015)  O patriotismo é o amor pelos seus; o nacionalismo é o ódio pelos outros.
GARY, Romain (1914-1980). Citado por Henri Deleersnijder. O Globo, 28/07/2014

A frase do escritor francês Romain Gary ajuda a compreender como reivindicações de autonomia de povos e sociedades variadas acabam por ocasionar disputas territoriais e políticas.

Um exemplo dessa situação é a eclosão da Primeira Guerra Mundial (1914-1918), para a qual contribuiu o seguinte fator:
a) difusão do domínio soviético   
b) expansão do ideal pangermânico   
c) agravamento das crises balcânicas   
d) crescimento das ações antissemitas   
 
Gabarito:  

Resposta da questão 1:
 [D]

Como o texto deixa claro, “por meio da pintura histórica, forjou-se um passado épico e monumental, em que toda a população pudesse se sentir representada”. Logo, as pinturas eram usadas para fortalecer a identidade nacional.  

Resposta da questão 2:
 [D]

A Revolta do Vintém enquadra-se no quadro de crise do Segundo Reinado, deflagrada, principalmente, após a Guerra do Paraguai. Esse quadro de crise incluía o fortalecimento do Exército e a ampliação dos movimentos Republicano e abolicionista. Nesse contexto, a opinião pública e a população em geral passaram a defender mudanças de cunho político, econômico e social do país. Quando o governo da capital decidiu cobrar um imposto sobre o preço da passagem de bonde, a população, já insatisfeita com os rumos do país, revoltou-se, o que serviu para abalar ainda mais o já conturbado ambiente da Monarquia brasileira em fins da década de 1870.  

Resposta da questão 3:
 [D]

A caracterização do Big Brother, aquele que tudo vê, tudo ouve e tudo controla, encaixa-se na definição de um governo totalitário que, em sua essência, controla a vida dos cidadãos em prol do bem do Estado maior.  

Resposta da questão 4:
 [D]

Um dos objetivos dos lados conflitantes da Guerra Fria era mostrar a superioridade do seu modo de organização político-econômico através do avanço tecnológico. Nesse contexto, a corrida espacial foi uma das maiores ocorrências e a maior consequência tecnológica da Guerra Fria. E a Big Science foi usada pelo governo norte-americano nas pesquisas espaciais.  

Resposta da questão 5:
 [C]

As questões envolvendo a região dos Bálcãs (território próximo à Grécia), que se desenrolavam desde a desintegração do Império Turco Otomano, envolvendo conflitos nacionalistas entre sérvios, croatas e bósnios, foram fatores fundamentais para o início do conflito, uma vez que a guerra começa por conta do assassinato do príncipe do Império Austro-Húngaro por um grupo terrorista sérvio.  






Nenhum comentário:

Postar um comentário

HOTWORDS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Follow by Email

Textos relacionados