Google+ Followers

terça-feira, 18 de março de 2014

Geografia no Enem - questões de Geografia com gabarito comentado



1. (Enem 2ª aplicação 2010)  Se, por um lado, o ser humano, como animal, é parte integrante da natureza e necessita dela para continuar sobrevivendo, por outro, como ser social, cada dia mais sofistica os mecanismos de extrair da natureza recursos que, ao serem aproveitados, podem alterar de modo profundo a funcionalidade harmônica dos ambientes naturais.

ROSS, J. L. S. (Org.). Geografia do Brasil. São Paulo: EDUSP, 2005 (adaptado).

A relação entre a sociedade e a natureza vem sofrendo profundas mudanças em razão do conhecimento técnico. A partir da leitura do texto, identifique a possível consequência do avanço da técnica sobre o meio natural.  
a) sociedade aumentou o uso de insumos químicos – agrotóxicos e fertilizantes – e, assim, os riscos
de contaminação.   
b) O homem, a partir da evolução técnica, conseguiu explorar a natureza e difundir harmonia na vida
social.   
c) As degradações produzidas pela exploração dos recursos naturais são reversíveis, o que, de certa
forma, possibilita a recriação da natureza.   
d) O desenvolvimento técnico, dirigido para a recomposição de áreas degradadas, superou os efeitos
negativos da degradação.   
e) As mudanças provocadas pelas ações humanas sobre a natureza foram mínimas, uma vez que os
recursos utilizados são de caráter renovável.   
  
2. (Enem 2013)  Então, a travessia das veredas sertanejas é mais exaustiva que a de uma estepe nua. Nesta, ao menos, o viajante tem o desafogo de um horizonte largo e a perspectiva das planuras francas. Ao passo que a outra o afoga; abrevia-lhe o olhar; agride-o e estonteia-o; enlaça-o na trama espinescente e não o atrai; repulsa-o com as folhas urticantes, com o espinho, com os gravetos estalados em lanças, e desdobra-se-lhe na frente léguas e léguas, imutável no aspecto desolado; árvore sem folhas, de galhos estorcidos e secos, revoltos, entrecruzados, apontando rijamente no espaço ou estirando-se flexuosos pelo solo, lembrando um bracejar imenso, de tortura, da flora agonizante…

CUNHA, E. Os sertões. Disponível em: http://pt.scribd.com. Acesso em: 2 jun. 2012.

Os elementos da paisagem descritos no texto correspondem a aspectos biogeográficos presentes na
a) composição de vegetação xerófila.   
b) formação de florestas latifoliadas.   
c) transição para mata de grande porte.   
d) adaptação à elevada salinidade.   
e) homogeneização da cobertura perenifólia.   
  
3. (Enem 2013)  De todas as transformações impostas pelo meio técnico-científico-informacional à logística de transportes, interessa-nos mais de perto a intermodalidade. E por uma razão muito simples: o potencial que tal “ferramenta logística” ostenta permite que haja, de fato, um sistema de transportes condizente com a escala geográfica do Brasil.
HUERTAS, D. M. O papel dos transportes na expansão recente da fronteira agrícola brasileira. Revista Transporte y Territorio, Universidade de Buenos Aires, n. 3, 2010 (adaptado).

A necessidade de modais de transporte interligados, no território brasileiro, justifica-se pela(s)
a) variações climáticas no território, associadas à interiorização da produção.   
b) grandes distâncias e a busca da redução dos custos de transporte.   
c) formação geológica do país, que impede o uso de um único modal.   
d) proximidade entre a área de produção agrícola intensiva e os portos.   
e) diminuição dos fluxos materiais em detrimento de fluxos imateriais.   
  
4. (Enem 2013)  Um gigante da indústria da internet, em gesto simbólico, mudou o tratamento que conferia à sua página palestina. O site de buscas alterou sua página quando acessada da Cisjordânia. Em vez de “territórios palestinos”, a empresa escreve agora “Palestina” logo abaixo do logotipo.
BERCITO, D. “Google muda tratamento de territórios palestinos”. Folha de S. Paulo, 4 maio 2013 (adaptado).

O gesto simbólico sinalizado pela mudança no status dos territórios palestinos significa o
a) surgimento de um país binacional.   
b) fortalecimento de movimentos antissemitas.   
c) esvaziamento de assentamentos judaicos.   
d) reconhecimento de uma autoridade jurídica.   
e) estabelecimento de fronteiras nacionais.   
  
5. (Enem PPL 2012)  O mundo entrou na era do globalismo. Todos estão sendo desafiados pelos dilemas e horizontes que se abrem com a formação da sociedade global. Um processo de amplas proporções envolvendo nações e nacionalidades, regimes políticos e projetos nacionais, grupos e classes sociais, economias e sociedades, culturas e civilizações.

IANNI. O. A era do globalismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1997.

No texto, é feita referência a um momento do desenvolvimento do capitalismo. A expansão do sistema capitalista de produção nesse momento está fundamentada na  
a) difusão de práticas mercantilistas.    
b) propagação dos meios de comunicação.    
c) ampliação dos protecionismos alfandegários.    
d) manutenção do papel controlador dos Estados.    
e) conservação das partilhas imperialistas europeias.   
  
6. (Enem 2011)  Subindo morros, margeando córregos ou penduradas em palafitas, as favelas fazem parte da paisagem de um terço dos municípios do país, abrigando mais de 10 milhões de pessoas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

MARTINS, A. R. A favela como um espaço da cidade. Disponível em: http://www.revistaescola.abril.com.br. Acesso em: 31 jul. 2010.

A situação das favelas no país reporta a graves problemas de desordenamento territorial. Nesse sentido, uma característica comum a esses espaços tem sido
a) o planejamento para a implantação de infraestruturas urbanas necessárias para atender as necessidades básicas dos moradores.   
b) a organização de associações de moradores interessadas na melhoria do espaço urbano e financiadas pelo poder público.   
c) a presença de ações referentes à educação ambiental com consequente preservação dos espaços naturais circundantes.   
d) a ocupação de áreas de risco suscetíveis a enchentes ou desmoronamentos com consequentes perdas materiais e humanas.   
e) o isolamento socioeconômico dos moradores ocupantes desses espaços com a resultante multiplicação de políticas que tentam reverter esse quadro.   
  
7. (Enem 2009)  A abertura e a pavimentação de rodovias em zonas rurais e regiões afastadas dos centros urbanos, por um lado, possibilita melhor acesso e maior integração entre as comunidades, contribuindo com o desenvolvimento social e urbano de populações isoladas. Por outro lado, a construção de rodovias pode trazer impactos indesejáveis ao meio ambiente, visto que a abertura de estradas pode resultar na fragmentação de habitats, comprometendo o fluxo gênico e as interações entre espécies silvestres, além de prejudicar o fluxo natural de rios e riachos, possibilitar o ingresso de espécies exóticas em ambientes naturais e aumentar a pressão antrópica sobre os ecossistemas nativos.

BARBOSA, N. P. U; FERNANDES, G. W. A destruição do jardim. Scientific American Brasil. Ano 7, número 80, dez. 2008 (adaptado).

Nesse contexto, para conciliar os interesses aparentemente contraditórios entre o progresso social e urbano e a conservação do meio ambiente, seria razoável
a) impedir a abertura e a pavimentação de rodovias em áreas rurais e em regiões preservadas, pois a qualidade de vida e as tecnologias encontradas nos centros urbanos são prescindíveis às populações rurais.   
b) impedir a abertura e a pavimentação de rodovias em áreas rurais e em regiões preservadas, promovendo a migração das populações rurais para os centros urbanos, onde a qualidade de vida é melhor.   
c) permitir a abertura e a pavimentação de rodovias apenas em áreas rurais produtivas, haja vista que nas demais áreas o retorno financeiro necessário para produzir uma melhoria na qualidade de vida da região não é garantido.   
d) permitir a abertura e a pavimentação de rodovias, desde que comprovada a sua real necessidade e após a realização de estudos que demonstrem ser possível contornar ou compensar seus impactos ambientais.   
e) permitir a abertura e a pavimentação de rodovias, haja vista que os impactos ao meio ambiente são temporários e podem ser facilmente revertidos com as tecnologias existentes para recuperação de áreas degradadas.   
  
8. (Enem 2009)  Na linha de uma tradição antiga, o astrônomo grego Ptolomeu (100-170 d.C.) afirmou a tese do geocentrismo, segundo a qual a Terra seria o centro do universo, sendo que o Sol, a Lua e os planetas girariam em seu redor em órbitas circulares. A teoria de Ptolomeu resolvia de modo razoável os problemas astronômicos da sua época. Vários séculos mais tarde, o clérigo e astrônomo polonês Nicolau Copérnico (1473-1543), ao encontrar inexatidões na teoria de Ptolomeu, formulou a teoria do heliocentrismo, segundo a qual o Sol deveria ser considerado o centro do universo, com a Terra, a Lua e os planetas girando circularmente em torno dele. Por fim, o astrônomo matemático alemão Johannes Kepler (1571- 1630), depois de estudar o planeta Marte por cerca de trinta anos, verificou que a sua órbita é elíptica. Esse resultado generalizou-se para os demais planetas.

A respeito dos estudiosos citados no texto, é correto afirmar que
a) Ptolomeu apresentou as ideias mais valiosas, por serem mais antigas e tradicionais.   
b) Copérnico desenvolveu a teoria do heliocentrismo inspirado no contexto político do Rei Sol.   
c) Copérnico viveu em uma época em que a pesquisa científica era livre e amplamente incentivada pelas autoridades.   
d) Kepler estudou o planeta Marte para atender às necessidades de expansão econômica e científica da Alemanha.   
e) Kepler apresentou uma teoria científica que, graças aos métodos aplicados, pôde ser testada e generalizada.   
  
9. (Enem cancelado 2009)  Por volta de 1880, com o progresso de uma economia primária e de exportação, consolidou-se em quase toda a América Latina um novo pacto colonial que substituiu aquele imposto por Espanha e Portugal. No mesmo momento em que se afirmou o novo pacto colonial começou a se modificar em sentido favorável à metrópole. A crescente complexidade das atividades ligadas aos transportes e às trocas comerciais multiplicou a presença dessas economias metropolitanas em toda a área da América Latina: as ferrovias, as instalações frigoríficas, os silos e as usinas, em proporções diversas conforme a região, tornaram-se ilhas econômicas estrangeiras em zonas periféricas.

DONGHI, T. H. História da América Latina. 2ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005 (adaptado).

De acordo com o texto, o pacto colonial imposto por Espanha e Portugal a quase toda a América Latina foi substituído em função
a) das ilhas de desenvolvimento instaladas nas periferias das grandes cidades.   
b) da restauração, por volta de 1880, do pacto colonial entre a América Latina e as antigas metrópoles.   
c) do domínio, em novos termos, do capital estrangeiro sobre a economia periférica, a América Latina.   
d) das ferrovias, frigoríficos, silos e usinas instaladas em benefício do desenvolvimento integrado e homogêneo da América Latina.   
e) do comércio e da implantação de redes de transporte, que são instrumentos de fortalecimento do capital nacional frente ao estrangeiro.   
  
10. (Enem 2009)  Populações inteiras, nas cidades e na zona rural, dispõem da parafernália digital global como fonte de educação e de formação cultural. Essa simultaneidade de cultura e informação eletrônica com as formas tradicionais e orais é um desafio que necessita ser discutido. A exposição, via mídia eletrônica, com estilos e valores culturais de outras sociedades, pode inspirar apreço, mas também distorções e ressentimentos. Tanto quanto há necessidade de uma cultura tradicional de posse da educação letrada, também é necessário criar estratégias de alfabetização eletrônica, que passam a ser o grande canal de informação das culturas segmentadas no interior dos grandes centros urbanos e das zonas rurais. Um novo modelo de educação.

BRIGAGÃO, C. E; RODRIGUES, G. A globalização a olho nu: o mundo conectado. São Paulo: Moderna, 1998 (adaptado).

Com base no texto e considerando os impactos culturais da difusão das tecnologias de informação no marco da globalização, depreende-se que
a) a ampla difusão das tecnologias de informação nos centros urbanos e no meio rural suscita o contato entre diferentes culturas e, ao mesmo tempo, traz a necessidade de reformular as concepções tradicionais de educação.   
b) a apropriação, por parte de um grupo social, de valores e ideias de outras culturas para benefício próprio é fonte de conflitos e ressentimentos.   
c) as mudanças sociais e culturais que acompanham o processo de globalização, ao mesmo tempo em que refletem a preponderância da cultura urbana, tornam obsoletas as formas de educação tradicionais próprias do meio rural.   
d) as populações nos grandes centros urbanos e no meio rural recorrem aos instrumentos e tecnologias de informação basicamente como meio de comunicação mútua, e não os veem como fontes de educação e cultura.   
e) a intensificação do fluxo de comunicação por meios eletrônicos, característica do processo de globalização, está dissociada do desenvolvimento social e cultural que ocorre no meio rural.   
 
Gabarito:  

Resposta da questão 1:
 [A]

As modificações impostas pelo homem à natureza incluem a contaminação por fertilizantes, agrotóxicos e outros poluentes ambientais.  

Resposta da questão 2:
 [A]

Como mencionado corretamente na alternativa [A], o texto faz referencia a uma paisagem típica da caatinga, cujas citações do texto, como “trama espinescente” (espinhosa), “folhas urticantes”, “gravetos em lança”, “árvores sem folhas”, remetem às características de uma vegetação adaptada à baixa umidade, denominadas xerófilas. Estão incorretas as alternativas: [B], porque formações florestais latifoliadas são compostas por porte arbóreo, perenes e heterogêneos, típicos dos climas tropicais e equatoriais com elevada pluviosidade; [C], porque a vegetação de transição para matas de grande porte é composta por porte arbóreo; [D], porque os elementos do texto indicam adaptação à seca e não à salinidade; [E], porque o texto não indica homogeneização da vegetação – que geralmente ocorre em áreas mais frias – ou presença de vegetação perenifólia – formações que não perdem folhas com a mudança da estação do ano.  

Resposta da questão 3:
 [B]

A intermodalidade, ou seja, a logística de transportes que utiliza mais de um modal é necessária no Brasil porque, como mencionado corretamente na alternativa [B], a extensão continental do país e suas diferentes paisagens demandam modais diferenciados que visem reduzir seu custo. Estão incorretas as alternativas: [A], porque a produção é concentrada nas áreas litorâneas; [C], porque não existem limitações geológicas para o transporte; [D], porque a produção agrícola no país é difusa; [E], porque não ocorreu diminuição dos fluxos materiais, ou seja, dos bens e produtos.  

Resposta da questão 4:
 [D]

Em dezembro de 2012, a ONU aprovou o ingresso da Palestina como Estado Observador não membro, e dessa forma, como mencionado corretamente na alternativa [D], a Palestina passa a ter reconhecimento de autoridade jurídica. Estão incorretas as alternativas: [A], porque a Palestina não é um país binacional; [B], porque com o fortalecimento do partido Fatah, busca-se maior conciliação na questão territorial com os judeus; [C], porque tem havido desde 2012, autorização por parte do governo de Israel para novos assentamentos judaicos em territórios palestinos; [E], porque o estabelecimento das fronteiras palestinas foi estabelecido mais recentemente, com o Acordo de Oslo em 1993.  

Resposta da questão 5:
 [B]

Como mencionado corretamente na alternativa [B], a atual fase do capitalismo (quarta fase) denominada informacional, constrói-se por meio das tecnologias de informações, alavancando a propagação dos meios de comunicação. Estão incorretas as alternativas: [A] e [E], porque o mercantilismo e o imperialismo europeu são características das duas primeiras fases do capitalismo; [C] e [D], porque o protecionismo e o controle do Estado são eliminados com o neoliberalismo, doutrina econômica que sustenta a globalização.  

Resposta da questão 6:
 [D]

O crescimento urbano desordenado ou ordenado perversamente mais o alto custo da terra e da moradia, a especulação imobiliária, a concentração de renda, entre outros aspectos, levam a desordenamentos espaciais e forte segregação espacial. Com essas perspectivas, a população mais carente acaba ocupando áreas de risco suscetíveis a enchentes ou deslizamentos, com pouco ou nenhum apoio do Estado em relação a perdas materiais e risco de morte.
A alternativa [A] é falsa: o planejamento urbano nesse nível de demanda ainda está longe da realidade;
A alternativa [B] é falsa: o poder público financia muito pouco as associações de bairro;
A alternativa [C] é falsa: existem poucas iniciativas de promover programas de educação ambiental para populações de áreas de risco;
A alternativa [E] é falsa: são poucas as políticas públicas de integração e estruturação dos locais de moradias de risco.  

Resposta da questão 7:
 [D]

Atualmente qualquer grande obra civil está sujeita a análises de impactos ao ambiente quando de seu projeto, construção e manutenção. Após o projeto ser analisado em sua pré-viabilidade e em sua relevância para a sociedade além da elaboração de EIA/RIMA, o relatório final ainda deve passar por audiência pública. Nessa fase os diversos segmentos sociais envolvidos na obra apontam problemas e soluções para a aprovação final, mudanças ou até mesmo o arquivamento do projeto.

A alternativa [A] é falsa. As populações rurais não devem permanecer isoladas e sem acesso a diversos melhoramentos universalizados, possíveis de chegar via integração por sistemas de transporte.
A alternativa [B] é falsa. Os movimentos migratórios nos anos 1960-1980 gerados por problemas relacionados às más condições de vida no campo foram excessivos e provocaram enormes problemas nas cidades. É importante a fixação econômica das populações rurais e que tenham para tanto, acesso a bens materiais que posam garantir uma vida digna.
A alternativa [C] é falsa. É justamente nas áreas rurais onde se pratica a agricultura familiar que as melhorias nas condições de vida e de produção são mais imprescindíveis. A agricultura familiar abastece os centros urbanos com produtos que não podem ser obtidos nas lavouras comerciais de grandes latifúndios.
A alternativa [E] é falsa. A abertura e pavimentação de estradas deve seguir parâmetros ambientais bem definidos e adequados. A recuperação de áreas degradadas é de reversão difícil quando não impossível.  

Resposta da questão 8:
 [E]

O matemático alemão Johannes Kepler descobriu que os planetas gravitam em torno do Sol em órbitas elípticas. O período orbital de cada planeta está matematicamente associado à distância média que o separa do Sol.

A alternativa [A] é falsa. A astronomia como as demais ciências avançam superando algumas ideias mais tradicionais, mudando paradigmas para alcançar estágios mais desenvolvidos.
A alternativa [B] é falsa. O sacerdote e astrônomo polonês Nicolau Copérnico viveu bem antes (séculos XV e XVI) dos Luíses de França (século XVIII).
A alternativa [C] é falsa. Nicolau Copérnico (1473 – 1543) viveu num período onde certas formas de pensamento consideradas muito hereges pela igreja eram perseguidas e seus elaboradores condenados.
A alternativa [D] é falsa. Kepler viveu entre os séculos XVI e XVII e suas pesquisas astronômicas ocorreram num período pré-capitalista anterior à expansão econômica alemã que só irá acontecer no século XIX.  

Resposta da questão 9:
 [C]

A América Latina passa a executar seu papel de fornecedora de matérias primas na Divisão Internacional do Trabalho para atender a demanda do capital das economias centrais da Europa Setentrional recebendo setores de produção em busca de custos mais baixos, que parecem ilhas de excelência de produção me áreas de economia primária.

A alternativa [A] é falsa, as áreas de desenvolvimento situam-se nas grandes cidades.
A alternativa [B] é falsa, houve reestruturação do pacto colonial em 1880 com as novas metrópoles.
A alternativa [D] é falsa, a infraestrutura tinha por tarefa atender ao capital externo apenas.
A alternativa [E] é falsa, as redes de transporte fortalecem o capital externo.  

Resposta da questão 10:
 [A]

As rápidas transformações que ocorrem na sociedade contemporânea estão muito associadas à evolução nas tecnologias de comunicação e informática que provocaram uma enorme redução nas distâncias e no tempo de comunicação entre as inúmeras localidades. O acesso e o barateamento dos produtos ligados a informática e comunicações faz com que uma grande quantidade de informação seja transmitida em tempo real para qualquer localidade e a um número cada vez maior de consumidores colocando em contato regiões distantes e com características culturais diversificadas, espalhando-se a cultura de massa. É necessária uma reformulação da educação em face dessas mudanças para que se possa adequar a linguagem e diminuir os efeitos de choques culturais de modo que sejam assimilados com mais equilíbrio.

A alternativa [B] é falsa. As comunicações gozam atualmente de sistemas e acesso mais democratizado, atingindo bilhões de pessoas pelo mundo.
A alternativa [C] é falsa. As localidades rurais, mais conservadoras, guardam ainda processos educacionais tradicionais.
A alternativa [D] é falsa. Populações rurais e urbanas tem diferentes formas de acesso à informação. Porém, apesar das diferenças, os meios de comunicação fazem cada vez mais parte das formas de educação e cultura da sociedade.

A alternativa [E] é falsa. O fluxo de informação que hoje chega com facilidade à zona rural é muito importante ao desenvolvimento social e cultural dessa região.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

HOTWORDS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Follow by Email

Textos relacionados