Google+ Followers

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

História e Geografia - objetivas 2014 com gabarito comentado



Grupo de estudo para específicas da Uerj: https://www.facebook.com/groups/660763183949872/


1. (Uerj 2014) 



A restituição da passagem

As famílias chegadas a Santos com passagens de 3ª classe, tendo pelo menos 3 pessoas de 12 a 45 anos, sendo agricultores e destinando-se à lavoura do estado de São Paulo, como colonos nas fazendas ou estabelecendo-se por conta própria em terras adquiridas ou arrendadas de particulares ou do governo, fora dos subúrbios da cidade, podem obter a restituição da quantia que tiverem pago por suas passagens.

Adaptado de O immigrante, nº 1, janeiro de 1908

A publicação da revista O immigrante fazia parte das ações do governo de São Paulo que tinham como objetivo estimular, no final do século XIX e início do XX, a ida de imigrantes para o estado. Para isso, ofereciam-se inclusive subsídios, como indica o texto.

Essa diretriz paulista era parte integrante da política nacional da época que visava à garantia da:
a) oferta de mão de obra para a cafeicultura   
b) ampliação dos núcleos urbanos no interior   
c) continuidade do processo de reforma agrária   
d) expansão dos limites territoriais da federação   
e)
  


Resposta:

[A]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de História]

A cafeicultura era o carro-chefe da economia do Segundo Reinado brasileiro e, por isso, tinha total atenção do governo. Devido à pressão inglesa pelo fim da escravidão e à consequente assinatura da Lei Eusébio de Queiroz, o governo brasileiro passou a incentivar a vinda de imigrantes europeus para suprir a falta dos escravos nas nossas lavouras.


[Resposta do ponto de vista da disciplina de Geografia]

Como mencionado corretamente na alternativa [A], a imigração estrangeira garantia a demanda da mão de obra para a cafeicultura, substituindo a mão de obra escrava. Estão incorretas as alternativas: [B], porque o objetivo da imigração era a absorção pela cafeicultura; [C], porque a redistribuição de terras não era pertinente no século XIX; [D], porque o objetivo era a absorção da mão de obra nas fazendas, e, portanto, o povoamento do território nacional.



  
2. (Uerj 2014)  Volks na Amazônia

Em 1973, Wolfgang Sauer foi chamado para conversar com os executivos alemães da Volkswagen na sede alemã da empresa. Voltou como o chefe da maior fábrica de automóveis em funcionamento do hemisfério sul, instalada em São Paulo. No mesmo ano, quando foi a Brasília conversar com o ministro do interior, Rangel Reis, este lhe disse que o governo federal queria mudar a diretriz da ocupação da Amazônia. Desde o início da construção da Transamazônica, três anos antes, a ênfase era na colonização. Essa diretriz, de objetivos sociais, não atendia mais à prioridade definida pelo terceiro governo militar desde o golpe de Estado de 1964: tornar a Amazônia uma fonte de divisas para o país.

Adaptado de br.noticias.yahoo, 26/02/2013.


O texto da reportagem faz referência a duas fases distintas da política territorial na Amazônia durante o regime militar.
Dois exemplos dessa política de ocupação, para o período 1964/1973 e para o período 1973/1985, respectivamente, foram as implantações de:
a) polos de turismo e lazer – extensas redes ferroviárias inter-regionais   
b) centros comerciais fronteiriços – imensas áreas de monocultura de soja   
c) distritos industriais exportadores – numerosas áreas de produção de borracha   
d) assentamentos de agricultura familiar – grandes projetos de grupos empresariais   


Resposta:

[D]

Como mencionado corretamente na alternativa [D], a ocupação da Amazônia no período militar contou com duas fases, sendo o primeiro período associado à ocupação da última fronteira agrícola do país por pequenos produtores, marcado no segundo período pelo fim dos projetos de colonização e início dos megaprojetos. Neste período a economia do país viveu um processo de internacionalização, com o fortalecimento de uma política de abertura da economia e de um discurso de promoção do desenvolvimento social através de favorecimentos às empresas que deveriam gerar empregos.



  
3. (Uerj 2014)  A Declaração Universal dos Direitos Humanos (ONU, 1948) conta hoje com a adesão da maioria dos estados-nacionais. O conteúdo desse documento, no entanto, permanece como um ideal a ser alcançado. Observe o que está disposto em seu artigo XV:

1. Toda pessoa tem direito a uma nacionalidade.
2. Ninguém será arbitrariamente privado de sua nacionalidade, nem do direito de mudar de nacionalidade.

portal.mj.gov.br


Desde a década de 1960, em virtude de conflitos, o direito expresso nesse artigo vem sendo sonegado à maior parte da população pertencente ao seguinte povo e respectivo recorte espacial:
a) árabe – regiões ocupadas pela Índia   
b) esloveno – distritos anexados pela Sérvia   
c) palestino – territórios controlados por Israel   
d) afegão – províncias dominadas pelo Paquistão   
e)
  


Resposta:

[C]


[Resposta do ponto de vista da disciplina de História]

O estudioso Marcelo Buzzeto, sobre o assunto, explica que:

“(...) em 1967, houve uma nova onda expansionista-colonialista por parte de Israel, que ocupou militarmente Gaza, Cisjordânia, toda Jerusalém (que pelo plano de 1947 deveria ser administrada pela ONU), as Colinas de Golan (Síria) e a Península do Sinai (Egito). Com isso, a violência contra os palestinos só cresceu e, apesar das inúmeras resoluções da ONU, Israel não recuou até hoje para as fronteiras anteriores à 1967, pois essas terras invadidas (Gaza e Cisjordânia) seriam o território que, segundo a ONU, deveria ser o Estado Palestino (...)”

Sendo assim, os palestinos que vivem em territórios dominados por Israel têm cerceados vários dos seus direitos, desde o de ir e vir até o da nacionalidade.


[Resposta do ponto de vista da disciplina de Geografia]


Como mencionado corretamente na alternativa [C], a citação do enunciado refere-se à Questão Palestina, cuja disputa territorial entre árabes palestinos e judeus, foi permeada por diversos tratados, como o Plano de Partilha, de 1947, e várias guerras, como a Guerra dos Seis Dias (1967), em que Israel quadriplica seu território original, imputando aos palestinos a condição de uma nação sem pátria. Estão incorretas as alternativas [A], [B] e [D], porque as referências apontadas pelo enunciado não correspondem à situação das nações citadas.  



  
4. (Uerj 2014)  Os ministros Gilberto Carvalho, da Secretaria Geral da Presidência, e Maria do Rosário, dos Direitos Humanos, afirmaram que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que amplia o direito dos empregados domésticos ajuda a eliminar o “resquício da escravidão” que há no Brasil. Os dois discursaram em evento do Conselho Nacional do Ministério Público. Gilberto Carvalho citou o livro Casa grande e senzala, do sociólogo Gilberto Freyre, sobre os relacionamentos históricos dos homens brancos com índios e africanos. O ministro disse que a PEC ajuda a encerrar a “casa grande e senzala” que o país vivia.

Adaptado de g1.globo.com, 03/04/2013.


No texto, destaca-se uma justificativa para a relevância da lei que visa a garantir novos direitos aos empregados domésticos.
De acordo com o texto, a criação dessa lei se relaciona principalmente ao seguinte fator:
a) exclusão política dos grupos populares   
b) hierarquização social nas condições de trabalho   
c) desvalorização econômica dos empregos formais   
d) discriminação étnica nas qualificações profissionais   


Resposta:

[B]

O enunciado destaca a fala do Ministro Gilberto Carvalho, sobre os relacionamento históricos entre brancos – colonizadores e dominadores – e negros e índios, grupos sociais dominados, dizimados e escravizados.



  
5. (Espcex (Aman) 2014)  “O mais duradouro movimento rebelde do Império foi a Revolução Farroupilha, ocorrida no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, entre 1835-1845. [...] Em 1836, após importantes vitórias sobre as tropas legalistas, os farroupilhas proclamaram a República Rio Grandense”.
(BOULOS JR, 2011)

Em 1842, Luís Alves de Lima e Silva, então Barão de Caxias, é enviado pelo Império para comandar as forças legalistas. A atuação de Caxias pacificou a região já no ano de 1845. 
Abaixo são listadas algumas medidas que poderiam ser utilizadas para solução do conflito:


I. Repressão violenta com prisão e fuzilamento de todos os líderes do movimento farroupilha.
II. Aumento de taxas de importação do charque platino para tornar o similar rio-grandense-do-sul mais competitivo no mercado nacional.
III. Cerco impiedoso sobre as maiores cidades rebeladas, provocando a morte de milhares de civis, minando a moral do inimigo e levando os insurretos à rendição.
IV. Incorporação ao Exército Brasileiro de comandantes farroupilhas com os mesmos postos que ocupavam nas tropas rebeldes.
V. Reconhecimento, pelo governo imperial, da liberdade dos escravos que lutaram na revolução como soldados.

Na ocasião, Caxias propôs  

a) todas as medidas acima listadas.    
b) apenas as medidas I, II e III.    
c) apenas as medidas I, III e IV.    
d) apenas as medidas II, III e V.    
e) apenas as medidas II, IV e V.   


Resposta:

[E]

O fim da Revolução Farroupilha foi baseado, todo ele praticamente, em diálogos entre os líderes revolucionários e o Barão de Caxias, representante do governo. Através das negociações, os revolucionários concordaram em se render a partir da taxação do charque internacional, da incorporação de seus líderes ao Exército imperial e da liberação dos escravos envolvidos nos conflitos.



  
6. (Espcex (Aman) 2014)  No dia 5 de julho de 1922, três dias depois de ter sido decretada a prisão de Hermes da Fonseca, 302 jovens militares do Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro, se sublevaram. Para reprimi-los, o governo enviou para lá cerca de 3 mil soldados, que cercaram a fortaleza. 
Numericamente inferiorizados, a grande maioria dos amotinados se rendeu, mas poucos militares, mesmo sem condições de enfrentar as tropas legalistas, saíram pelas ruas de Copacabana de armas em punho. No meio do caminho, alguns rebeldes debandaram [...]. Nos tiroteios que se seguiram, apenas dois rebeldes sobreviveram.”


(AZEVEDO & SERIACOPI, 2007).

O texto acima, descreve o(a)  
a) Intentona Comunista”, movimento desencadeado a partir de alguns quartéis do Rio de Janeiro, Recife e Natal, e que seguindo o exemplo do que ocorria na Rússia, objetivava a implantação do comunismo no Brasil.    
b) revolta dos “302 do Forte”, tentativa de golpe de Estado que tinha como intuito colocar o Marechal Hermes da Fonseca na presidência do País.    
c) “Intentona Integralista”, tentativa de tomada de poder por forças de extrema direita, com o objetivo de introduzir um governo centralizado com fortalecimento do Poder Executivo.    
d) episódio que ficou conhecido como os “18 do Forte”, e que marca o início do movimento conhecido como Tenentismo.    
e) “Revolta da Armada”, iniciada no Rio de Janeiro e disseminada por todo o sul do Brasil, unindo forças com os integrantes da Revolta Federalista.   


Resposta:

[D]

A Revolta dos 18 do Forte de Copacabana foi a primeira revolta do que viria a ser chamado de “Tenentismo”. Formada por 17 militares e 1 civil, tal revolta lutava contra o poder das oligarquias locais na República Velha.



  
7. (Unesp 2014)  Leia as notícias.

As fortes chuvas na região litorânea do Nordeste causam problemas a moradores de pelo menos quatro capitais. Maceió, Recife e João Pessoa sofrem com transtornos e ruas alagadas nesta quarta-feira [03.07.2013]. Natal ainda se recupera da maior chuva do ano, registrada nessa terça-feira.
(http://noticias.uol.com.br)


As fortes chuvas que atingem Salvador desde a madrugada provocaram alagamentos em diversas ruas da capital baiana nesta quarta-feira [03.07.2013]. Segundo a Defesa Civil do município, da meia-noite até o meio-dia foram registradas 31 solicitações de emergência, incluindo 14 deslizamentos de terra. [...] De acordo com a Climatempo, entre 1h e 8h, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou quase 37 milímetros de chuva acumulados em Salvador, com rajadas de vento atingindo 40 km/h.

(http://noticias.terra.com.br)

A maior incidência de chuvas entre os meses de maio e julho no Nordeste brasileiro pode ser explicada pela ocorrência de alguns fenômenos atmosféricos, como
a) a atuação dos ventos alísios e a formação de áreas de alta pressão atmosférica.   
b) a atuação dos ventos alísios e a ação de frentes frias.   
c) a atuação de frentes frias e a formação de tornados.   
d) a atuação da zona de convergência do Atlântico Norte e a formação de tornados.   
e) a atuação da zona de convergência do Atlântico Norte e a formação de áreas de alta pressão atmosférica.   


Resposta:

[B]

Como mencionado corretamente na alternativa [B], o nordeste é submetido à ação dos ventos alísios que se formam na latitude 30°N e 30°S e dirigem-se ao Equador levando o ar quente e úmido para a região, e no período citado, o litoral é atingido pela massa Polar Atlântica o que resultará na formação de chuvas frontais. Estão incorretas as alternativas: [A] e [E], porque são áreas de baixa pressão atmosférica; [C] e [D], porque a formação de tornados não ocorre nas áreas próximas ao Equador em razão da nulidade do Efeito Coriolis.



  
8. (Unesp 2014)  A extração de madeira, especialmente do pau-brasil, os ciclos do açúcar e café e o desmatamento para instalação de indústrias são eventos de nossa história que contribuíram para a degradação desse bioma.
(www.eco.ib.usp.br)

O texto refere-se ao bioma
a) Mata Atlântica.   
b) Caatinga.   
c) Cerrado.   
d) Pantanal.   
e) Floresta Amazônica.   


Resposta:

[A]

Como mencionado corretamente na alternativa [A], a Mata Atlântica foi o bioma mais devastado do país em razão de sua historicidade, que se deu inicialmente com a ocupação do litoral resultando na retirada do pau-brasil e na monocultura canavieira, no desenvolvimento da cafeicultura a partir do século XIX e na atual ocupação urbano-industrial.



  
9. (Espcex (Aman) 2014)  Imagens mostram que 57% da área original desse domínio morfoclimático brasileiro já estão desmatados. Sua biodiversidade também está ameaçada, fato que o aponta como um dos dois “hotspots” (MYERS, 1988, apud TERRA; ARAÚJO; GUIMARAES, 2009, p.186) identificados no País. A utilização de tecnologias modernas para corrigir os solos ácidos possibilitou a intensificação da produção agrícola, o que vem acelerando a devastação desse domínio.

O texto acima refere-se ao domínio morfoclimático do(a)  
a) Amazônia.    
b) Cerrado.    
c) Caatinga.    
d) Araucária.    
e) Mata Atlântica.    


Resposta:

[B]

O domínio morfoclimático do Cerrado é caracterizado por planaltos com chapadas, clima tropical, vegetação de Cerrado e solos pobres e ácidos. O ecossistema do Cerrado já foi desmatado em cerca de 49% conforme o IBGE, sendo um dos hotspots, isto é, bioma com grande diversidade e muito ameaçado pelo avanço da devastação. O avanço do agronegócio sobre o domínio do Cerrado deveu-se à biotecnologia, mecanização e aplicação de fertilizantes e calagem (correção da acidez) nos solos.



  
10. (Unicamp 2014)  As ocupações de telemarketing expressam uma importante transformação do mundo do trabalho nesse começo de século. Surgem nos EUA e na Europa nos anos 1980 e na década de 1990 atingem o Brasil, onde os call centers (locais de trabalho dos atendentes de telemarketing) mais concentram trabalhadores: 1.103 em cada empresa.
(Adaptado de Jessé Souza, “Os batalhadores brasileiros. Nova classe média ou a nova classe trabalhadora?”. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2012.)

Assinale a alternativa em que todas as características associadas a esse tipo de trabalho estejam corretas.
a) Privatização das empresas de telecomunicações; generalização da posse de linhas telefônicas; expansão de serviços de suporte técnico e televendas; insegurança no mercado de trabalho.   
b) Estatização das empresas de telecomunicações; generalização das linhas de telefones fixos; maior concentração populacional no meio rural; estabilidade no mercado de trabalho.   
c) Privatização das empresas de telecomunicações; generalização da posse de telefones celulares; retração dos serviços de atendimento ao cliente; segurança no mercado de trabalho.    
d) Estatização das antigas empresas de televendas; generalização do uso de telefones fixos; retração dos serviços de atendimento ao cliente; retração do mercado de trabalho nos serviços.   


Resposta:

[A]


No Brasil, houve a privatização do setor de telecomunicações a partir da década de 1990. Os serviços de telefonia (fixa e móvel) foram expandidos e com expressiva interação com a Internet. Também aconteceu um processo de precarização das relações de trabalho, típica da influência neoliberal com a introdução de contratos temporários de trabalho.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

HOTWORDS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Follow by Email

Textos relacionados