Google+ Followers

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Dúvidas de um aluno (a) que lê.







Resolvi  publicar este post com o objetivo de socializar as dúvidas de um aluno (a) enviadas por mensagem privada. Quem sabe suas dúvidas não podem ajudar outros a otimizarem seus estudos.
Um abraço e bons estudos a todos!

Professor Arão Alves




Aluno: Olá teacher! 
Segue abaixo minhas dúvidas:
- Porque o Japão e os EUA se aliaram na guerra fria, se na 2ª guerra eles se bombardeavam? 
- A criação do Comecon foi mais inteligente e eficaz que a criação do Plano Marshal?
 - A guerra do Vietnã e de Younkipur fazem parte da guerra fria?
Professor Arão Alves:
Questão 1:
Após a 2º guerra mundial, o Japão foi obrigado a abrir mão de seu imperialismo. Diversas imposições, e até mesmo a presença de tropas americanas, garantiram que o Japão se comportaria "direitinho". O país do sol nascente, desde a Era Meiji (no século XIX) já era um capitalista exemplar ( não se esqueça de que ele participou da 2º Rev. industrial), a rápida reestruração econômica deu ao japão a condição de tornar-se, rapidamente, uma das maiores economias capitalistas do mundo, logo ele não poderia estar ao lado da URSS, pois não era comunista e sim capitalista como os EUA.
Questão 2:
A criação do comecon teve resultados e características diferentes do plano Marshall. Enquanto o segundo consistia em investimentos, empréstimos e ajuda financeira aos países capitalistas, o primeiro buscava a complementação econômica entre os países comunistas. Exemplo clássico: Cuba fornece açúcar para a URSS e este país fornece petróleo à Ilha caribenha. Note que no comecon o lucro financeiro não era prioridade, mas a integração das economias planificadas do mundo comunista era o seu objetivo. Nos dois casos, os objetivos de curto prazo foram alcançados, logo o juízo de valor acerca dos dois planos seria orientado,  apenas, por razões ideológicas e não práticas, isto é, os dois foram inteligentes dentro de seus específicos e distintos objetivos.
Questão 3:
As duas guerras estão no contexto da Guerra fria. A do Yom kippur passa pelas disputas entre árabes e israelenses, região que vivia sobre os olhares das duas superpotências. Essa guerra terá como consequência uma grande crise no lado capitalista, a chamada crise do petróleo.
A guerra do vietnã está relacionada a disputa entre o norte (comunista) e o sul (capitalista). Os vietcongs enfrentavam o exército americano com ajuda dos soviéticos. Essa é uma das principais e mais emblemáticas guerras da chamada guerra fria.
Aluno: Poxa professor, valeu mesmo... Muito obrigado(a)! Boa noite.
Professor Arão Alves: Por nada, Disponha!

Aluno: Os tópicos da guerra fria: 
- doutrina truman
- cortina de ferro
- otan
- pacto de varsovia
- plano marshal
- comecon
- muro de berlim (rfa erda)
- macarthismo
- kgb e cia
- corrida espacial
- guerra da coreia
- crise dos misseis
- coexistencia pacifica
- detente
- guerra de yonkipur e vietna
esses foram os topicos que eu estudei..
ta completo?
ou falta algo?
uma coisa que nao entendi foi o projeto guerra nas estrelas..
pra prova de amanha é necessario focar na revoluçãodos cravos que derrubou Marcelo Caetano?

Professor Arão Alves: Sim, é importante que você compreenda suas consequencias no contexto da descolonização das colônias portuguesas.
A década de 1970, foi aquilo que poderíamos chamar de década soviética. Como estudamos, Os EUA enfrentaram diversos problemas, tais como duas crises do petróleo, o caso watergates (R. Nixon), a revolução iraniana, a invasão da embaixada americana no Irã, a invasão soviética no Afganistão, ou seja, alguns analistas já arriscavam afirmar que os soviéticos ganhariam a Guerra Fria. Quando assume a presidência dos EUA, o ator americano Ronald Reagan precisa resgatar a posição americana. Com esse objetivo o presidete republicano lançou, em 1983, o projeto Iniciativa de Defesa Estratégica (IDE), mais conhecido como Guerra nas estrelas, em alusão ao filme de George Lucas de mesmo nome ( um campeão de bilheteria naqueles anos). Esse projeto consistia em um sofisticado sistema anti-balístico e rastramento no espaço. A sofisticação do projeto demandava uma estrutura econômica e industrial de peso, e a URSS não foi capaz de acompanhar, pois, como dissemos em sala, o modelo produtivo soviético ainda era baseado no velho fordismo, enquanto a flexibilização toyotista já imperava no ocidente (mundo capitalista). Afirma-se que nesse momento a URSS "jogou a toalha", iniciava-se a crise do comunismo real. Não se esqueça que o país já enfrentava uma crise polííca desde a morte de Brejnev.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

HOTWORDS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Follow by Email

Textos relacionados